Publicidade

Estado de Minas

Ações pelo Brasil alertam sobre a alta incidência das arritmias cardíacas

A iniciativa tem como marco o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, 12 de novembro


postado em 11/11/2019 09:00 / atualizado em 07/11/2019 18:04

Arritmia cardíaca atinge cerca de 20 milhões de brasileiros e é responsável pela morte súbita de mais de 320 mil(foto: Glen McBride/Pexels)
Arritmia cardíaca atinge cerca de 20 milhões de brasileiros e é responsável pela morte súbita de mais de 320 mil (foto: Glen McBride/Pexels)
 
Cansaço, desmaio, batimentos cardíacos acelerados são sintomas que podem indicar arritmia cardíaca, doença que atinge cerca de 20 milhões de brasileiros e é responsável pela morte súbita de mais de 320 mil pessoas todos os anos. Pensando nisso, a Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac) promove, a partir da próxima terça-feira, 12 de novembro, ações educativas em 25 cidades do país com o objetivo de alertar sobre a importância do diagnóstico e tratamento da doença.

O projeto leva o nome de Coração na Batida Certa, e tem como objetivo alertar sobre os perigos das arritmias cardíacas e morte súbita.  Em sua 13ª edição, a campanha irá viabilizar palestras, aferição de pressão arterial e frequência cardíaca pela medição de pulso, além do treinamento de manobras de ressuscitação cardíaca com massagens e uso do DEA (Desfibrilador Externo Automático), tudo de maneira gratuita.

As arritmias fazem com que o coração bata fora da frequência regular. Em geral, a frequência devidamente ritmada deve se manter entre 50 e 100 batidas por minuto.
As chances de sobrevivência em pessoas que sofrem uma parada cardiorrespiratória diminuem a cada 10 minutos quando não é prestado um atendimento adequado. A partir de sete minutos sem oxigenação devida ao cérebro, as taxas de sequelas neurológicas permanentes aumentam de forma significativa.

Serviço

Coração na Batida Certa
A partir de 12/11
25 cidades do Brasil
Confira o mapa com as cidades: www.sobrac.org/campanha
 
* Estagiária sob a supervisão da editora Teresa Caram 


Publicidade