Publicidade

Estado de Minas TECNOLOGIA E GESTÃO

Ambiente de trabalho: o que faz a diferença para você?

Quais seriam as condições necessárias para o desenvolvimento de um ambiente de trabalho inovador, aberto ao pensamento crítico e com alta performance?


27/04/2021 06:00 - atualizado 27/04/2021 09:20

(foto: Pixabay/Reprodução )
(foto: Pixabay/Reprodução )

Em tempos incertos de pandemia, tem sido comum sentir um misto de nostalgia e expectativa pelo futuro. Um dia desses uma amiga me ligou e relembramos bons momentos do período em que trabalhamos juntos. Era um ambiente muito agradável e fértil para a execução de ideias inovadoras, com um time coeso mesmo diante de situações complexas. Intuitivamente cada pessoa exercia sua autogestão e o modelo clássico de comando e controle tinha um cheirinho de mofo pra nós. Ao final da conversa, minha ex-colega perguntou: será que um dia vou fazer parte de uma equipe semelhante àquela? 

Sua indagação ecoou na minha mente e, nos dias seguintes, me desafiei a descrever o que tornava aquele contexto tão singular. E pouco a pouco algumas pistas foram aparecendo.

A importância da segurança psicológica


A maioria dos processos de trabalho nos dias de hoje são interdependentes. Mesmo um profissional altamente talentoso só conseguirá desenvolver o seu pleno potencial se souber atuar em equipe. E é nessas horas que o conceito de segurança psicológica faz toda a diferença. A professora Amy Edmondson dedicou grande parte da sua carreira estudando o tema e escreveu o livro A Organização sem Medo, em que mostra a importância das pessoas se sentirem à vontade para expor suas ideias e serem elas mesmas, sem temer o julgamento dos colegas ou superiores. 

Durante o desenvolvimento de um processo criativo, é essencial eliminar o julgamento prévio e também a autocensura para que haja fluidez na colaboração. Os melhores resultados dependem disso e, antes de começar, vale a pena fazer um acordo com todos os participantes. Parece difícil, mas, praticando com regularidade, as pessoas vão se despindo desses filtros sociais que minam a inovação.

Outro exercício muito importante no trabalho em equipe é a escuta ativa. Toda fala tem seu valor e precisa ser considerada. Este é um elemento-chave da Comunicação Não-Violenta (CNV), ferramenta tão apreciada nos dias de hoje. Me lembro bem de uma oportunidade que tive de conversar com Dominic Barter, um dos maiores pesquisadores de CNV. Tentando entender mais sobre o tema, perguntei a ele qual seria o oposto de comunicação não-violenta. A resposta até hoje me inspira: “O contrário da CNV é a submissão ao medo”. 

A segurança psicológica amplifica nossa coragem e mitiga o risco da opressão nas relações interpessoais.

Vulnerabilidade é potência

Foi-se o tempo do profissional onipotente que não demonstrava suas fragilidades. Em um mundo tão dinâmico, os protagonistas são aqueles que reconhecem que não têm todas as respostas, que sabem pedir apoio e que estão abertos a aprender continuamente. E isso vale também no campo emocional, principalmente em períodos que exigem uma sobrecarga de resiliência para se manter produtivo no trabalho. Precisamos ser tolerantes com nossos limites e nos aceitar. E exercer a alteridade com quem convivemos, pois realmente não está fácil.

É interessante perceber como a vulnerabilidade gera conexões fortes. Quando alguém transparece uma falha ou um erro, nos reconhecemos como humanos. Ao final, isso gera confiança. E nada melhor do que acordar cedo para trabalhar junto de quem a gente confia. 

Mais humor, por favor

Esta semana li um artigo do psicólogo Adam Grant, em que ele define que o sentimento dominante de 2021 é o definhamento. Uma falta de alegria e de objetivo. Uma estagnação e um vazio. Tudo isso causado pelo prolongamento da pandemia. Respirei fundo e mirei lá na frente, quando todos estivermos vacinados. 

E pra fechar a lista, me lembrei de como o bom humor contribui para o clima de uma equipe. Muitas vezes ele é até um refúgio para lidar com situações desafiadoras. Levar o trabalho à sério não significa sisudez, pois ambientes mais leves reduzem o stress e favorecem a produtividade.

E pra você? O que faria o dia-a-dia de trabalho ser memorável?

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade