Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MARKETING E NEGÓCIOS

Por que empresas devem se empenhar para manter a harmonia de suas equipes

Há tendência no ser humano de desentendimentos e divergências. Cabe à direção das empresas desenvolver esforços para criar e manter ambiente de interação


18/04/2021 06:00 - atualizado 18/04/2021 21:09

Buscar a integração da equipe de trabalho é essencial(foto: Pexels)
Buscar a integração da equipe de trabalho é essencial (foto: Pexels)


A cultura digital está em franco crescimento e fazendo alterações marcantes nas organizações.  Este e outros fatores, tais como a pandemia e a mudança de comportamentos das pessoas têm papel fundamental na vida e nos resultados empresariais.
 
Em tempos atuais, a capacidade de relacionamento e negociação se mostra ainda mai importante como fator para a obtenção de resultados positivos nas organizações.

Com a tecnologia e inovações acelerados, foram reduzidos muitos dos problemas de cunho operacional e resolvida grande parte dos problemas de eficiência e custos.

Entretanto, ficou um gap que hoje está preocupando a todos os empresários e CEO's. Certamente o mais importante e mais difícil de solucionar, pois há um processo de variação interminável: o relacionamento contraproducente entre as pessoas. 
 
Dentre os diversos problemas encontrados na rotina das empresas, um deles, são as discussões e dificuldades de entendimento entre os seus órgãos, gerentes ou equipes. Quando este clima relacional se sobrepõe à mentalidade e ações de cooperação mútuos, a empresa tem um verdadeiro problema a resolver.  
 
Pessoas com percepções diferentes tendem a ter dificuldades para chegarem a um ponto comum, deixando sentimentos pessoais comandarem suas atitudes perante os outros. Isso principalmente quando atuam no mesmo ambiente de trabalho, ou trabalham com a mesma atividade, mesmo que através do sistema de homework. Os conceitos e opiniões discordantes são fatores naturais e geram queda nos resultados.
 
Sempre se pensou que quando ocorresse a globalização haveria também uma conexão das culturas, dos produtos, serviços e modos de vida. Mas, essa não foi exatamente a realidade. Houve a globalização dos sistemas econômicos dos meios de comunicação, dos processos de comercialização, mas os indivíduos prosseguem vivendo cercados por muitos de seus costumes, crenças, e outros valores que podem levá-los a ser e a agir de forma diferente das pessoas e grupos com as quais mantém relacionamentos.  

O ser humano é único em sua essência. Ele tem personalidade própria, e necessidades que o motivam, e mostra inseguranças quando se fala em mudanças, que transformam a sua rotina. Tudo isto faz as pessoas diferentes, com percepções do mundo totalmente diversificadas, que provocam o desejo de descobri-lo e de conhecê-lo melhor.
 
Esse cenário passa a exigir de todos um esforço de maior entendimento, paciência, capacidade de ouvir e necessidade de fazer com que os outros também ouçam. Assim negociar é o melhor caminho. Compartilhar, criar um fluxo positivo de comunicação, preparar um ambiente relacional pode minimizar alguns desentendimentos mais sérios e contribuir na geração de melhores resultados.
 
Trabalhei em uma empresa de telecomunicações em que havia uma clara diferença de opiniões entre duas grandes áreas de atuação. As reuniões eram pesadas e sempre ficava um resquício de desentendimento nocivo. Por isso, as discussões nunca levavam a um objetivo comum. 

Como forma de minimizar esses fatos negativos, um diretor propôs a formação de grupos multidisciplinares para a preparação e execução dos projetos. Cada grupo de pessoas das duas áreas e também outras deveriam apresentar resultados comuns. A guerra de pensamentos e conhecimentos diferentes se transformou em vontade de colaborar, pois os resultados seriam cobrados por grupo multidisciplinar. 
 
Após essa medida, percebeu-se que as reuniões ficaram mais produtivas, novos relacionamentos se formaram e as metas começaram a ser alcançadas. O ambiente empresarial pode ser gerenciado. Ele precisa ser medido, observado e ações de relacionamento e negociação devem ser incentivados.
 
Organizações que trabalham abertas e consistentemente pela integração das pessoas acabam por conseguir uma conexão empresarial mais robusta, porque as ações individuais se harmonizam ao passarem a fazer parte de grupos, e isto acaba por permitir visões claras e holísticas beneficiando os resultados.

A questão do relacionamento harmonioso e integração das pessoas merece ênfase ainda maior na área de marketing das empresas. Pela sua característica estratégica e pela sensibilidade na formação da percepção da imagem junto aos clientes, esta área precisa ter o verdadeiro equilíbrio entre discussões de ideias, pontos de vistas diferentes, desentendimentos, e as decisões finais, que devem ser sempre voltadas para o verdadeiro e melhor posicionamento da organização junto ao mercado de atuação. 
 
Peter Drucker tem um pensamento que sintetiza muito bem esta questão do relacionamento e cooperação: “Gerenciamento é substituir músculos por pensamentos, folclore e superstição por conhecimento, e força por cooperação.”

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade