Publicidade

Estado de Minas OPINIÃO SEM MEDO

Números são favoráveis e animam Bolsonaro, que agora acredita em pesquisas

Levantamento aponta queda na diferença entre Lula e o presidente. Teremos, pois, ainda que momentaneamente, uma mudança de discurso


03/08/2022 13:02

Bolsonaro sorri
(foto: Flickr)


Como é mesmo? No creo en brujas, pero que las hay, las hay. Então. Não creio em pesquisas, mas que elas existem (e funcionam!!), existem. E quando são feitas por gente séria como o professor Felipe Nunes (atleticano da melhor qualidade) e por institutos da excelência e credibilidade da Quaest, aí é que boto fé mesmo, ainda que, esporadicamente, aqui e acolá, a realidade difira da previsão.     

Jair Bolsonaro, o verdugo do Planalto, é um cara sem segredos. Atenção: sem segredos confessáveis. Quero dizer que o amigão do Queiroz não surpreende. Ele é o que é: tosco, mal educado, autoritário, ignorante, péssimo caráter e quase todos os adjetivos depreciativos existentes na nossa língua. No caso das eleições, então, é que não decepciona mesmo. Está sempre do lado errado. Explico.

Ele e sua prole atacam a democracia brasileira - o tempo inteiro, aliás - enquanto se beneficiam da… democracia! O senador das rachadinhas, por exemplo, demoniza o STF (Supremo Tribunal Federal) e dele se beneficia quando seus enroscos criminais são protegidos pelos supremos togados. A questão das urnas eletrônicas é outro exemplo. Todos foram eleitos através desSe sistema que agora combatem.

Jair Bolsonaro, o devoto da cloroquina, vive dizendo que não acredita em pesquisas etc. Acusa os institutos de falsearem os números e distorcerem o questionário, sempre em seu desfavor, obviamente. Porém, basta um indício de boa notícia que já corre para divulgar. O Instituto Paraná, por exemplo, apontou que, em São Paulo, o maridão da ‘Micheque’ ultrapassou o meliante de São Bernardo nas intenções de voto, e o ‘mito’ não questionou.

Hoje, o Quaest mostrou que a diferença entre Lula e Bolsonaro caiu ao menor número (12 pontos a favor do chefão petista) desde o início da série histórica. O Planalto e o entorno bolsonarista estão em festa. Ora, e o papinho de que as pesquisas mentem? Ou irão dizer que, agora, estão ‘dando o braço a torcer’ e terão de reconhecer que estavam erradas? Por isso digo que o ex-capitão não decepciona nunca.

Os mimos eleitoreiros mal começaram. Estão por vir o auxílio emergencial de 600 reais e os vales gás e caminhoneiro. A tendência é ver Bolsonaro subir nas pesquisas e Lula cair. Daí, essa gente cínica começará a ‘acreditar’ em pesquisas, da mesma forma que, caso vença as eleições, dirá que as urnas se tornaram seguras. A luz amarela acendeu nas hostes petistas. O clima mudou na Bolsolândia. Vejamos até quando.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade