Publicidade

Estado de Minas SELO INTERNACIONAL

São Bartolomeu perde eleição das melhores vilas turísticas do mundo

Distrito de Ouro Preto estava na disputa, que mobilizou o histórico distrito, com Alberto Moreira, em Barretos (SP) e a vila Enxaimel, em Pomerode (SC)


02/12/2021 10:55 - atualizado 02/12/2021 11:46

Vista da Rua do Carmo com casarios de época. Ao lado direito Matriz de São Bartolomeu e ao final da rua Igreja Nossa Senhora das Mercês
Melhor vila turística (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Ainda não foi desta vez que o histórico distrito de São Bartolomeu, em Ouro Preto, na Região Central de Minas, recebeu o selo de “Melhores Vilas Turísticas do Mundo”, concedido pela Organização Mundial do Turismo (OMT), agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU).

Nesta quinta-feira (2/12), a OMT, durante a 24ª Assembleia Geral em Madri, na Espanha, escolheu o distrito de Alberto Moreira, em Barretos (SP) ou a vila Enxaimel, em Pomerode (SC).

“Ficar entre as três localidades brasileiras é uma grande vitória”, disse o presidente da Associação Comunitária de Desenvolvimento Social de São Bartolomeu, Sérgio Murilo de Oliveira. A grande visibilidade aumentou a visitação ao distrito nos últimos dois meses, desde a indicação da OMT, e Oliveira pede planejamento para receber os turistas.

“Queremos que nosso vilarejo tão lindo mantenha as características originais, principalmente pela tranquilidade, qualidade de vida e simplicidade das pessoas”. As localidades foram indicadas à OMT pelo Ministério do Turismo.

Localizado a 18 quilômetros da sede do município e a 85 quilômetros de Belo Horizonte e famoso pelos doces artesanais, São Bartolomeu ostenta o título de Patrimônio Imaterial de Ouro Preto, cidade que é Patrimônio Mundial.

“Mesmo sem a conquista do selo, esperamos um bom retorno para a comunidade em forma de emprego e renda, mas precisa haver planejamento. Não temos estrutura e isso nos preocupa muito”, afirmou Sérgio, que teve reunião com as autoridades municipais e apresentou um documento com reivindicações.

Presidente da Associação dos Doceiros e Agricultores Familiares de São Bartolomeu, Pia Márcia Chaves Carvalho Guerra, à frente dos Doces Vovó Pia, diz que, no coração dos moradores, São Bartolomeu é a melhor vila do mundo. “Vamos continuar trabalhando e produzindo os doces. Queremos valorizar cada vez mais o distrito, e atrair pessoas que tenham o mesmo sentimento. O turismo 'bacana', que não destrói nem faz bagunça, e tem cuidado com o patrimônio histórico e ambiental, nos interessa muito. Quem visita com esse objetivo será sempre bem-vindo, pois preservamos a cultura e as tradições. “

"Em 9 de novembro, houve uma reunião envolvendo todos os setores da Prefeitura de Ouro Preto para avaliações de medidas tomadas e próximas ações", disse o secretário Rodrigo Câmara. Ele prevê parceiras com instituições como o Sebrae Minas para dar melhor suporte aos produtores locais de doce. O cenário, acredita Câmara, é promissor: "Já estamos vendo exemplos de pessoas que haviam saído de São Bartolomeu, por falta de oportunidades, e agora estão voltando".
 
Entre as primeiras providências, em andamento, estão as obras emergenciais na cobertura da matriz dedicada ao padroeiro. O trânsito também está na pauta da prefeitura, especialmente para controle de veículos pesados. 

Na área de turismo, estão previstos o carimbo do Instituto Estrada Real no passaporte dos caminhantes, criação de roteiros e, para este mês iluminação de Natal, a cargo da prefeitura, na Capela das Mercês. 

MEIO AMBIENTE E CULTURA

Nascido no fim do século 17, tendo como destaque a matriz (início do 18) dedicada ao padroeiro e o casario antigo, São Bartolomeu tem 730 habitantes, que se orgulham das águas do Rio das Velhas ainda limpas e transparentes e do patrimônio natural ao lado do leito.

Conforme foi mostrado em reportagem recente do Estado de Minas, tendo como guia Marco Aurélio Junqueira Mota, o Chumbinho, ambientalista apaixonado pela região e atuante no ecoturismo, há 43 cachoeiras, com 20 abertas à visitação. No entorno, está a Floresta Estadual Uaimií, unidade de conservação administrada pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Primeiro distrito por onde o Rio das Velhas passa depois das nascentes na Cachoeira das Andorinhas, na sede do município de Ouro Preto, e depois da comunidade de Catarina Mendes, São Bartolomeu dispõe, desde a década de 1990, de uma Estação de Tratamento de Esgoto (Ete) para garantir a limpeza das águas. Nadar no curso d’água é um dos prazeres dos moradores.

O patrimônio tem olhares atentos dos moradores, que demandam obras urgentes na principal igreja do distrito. Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1960 e interditada desde fevereiro de 2019 por oferecer riscos à segurança, a Matriz São Bartolomeu não só representa um espaço sagrado para os moradores como atrativo turístico e local de reuniões da comunidade de maioria católica.

Um dos símbolos importantes está no sino de madeira, que, conforme a tradição oral, teria, nos primórdios, um badalo de prata. No campanário, de onde se tem linda vista, uma placa indica que o sino de madeira foi restaurado em 1997.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade