Publicidade

Estado de Minas SÉRIE B

Cruzeiro busca a reabilitação no Brasileiro contra o Vasco na quinta-feira

Sem tempo para lamentar, Raposa começa a semana focada no confronto com o time carioca, no Mineirão, e o atacante Felipe Augusto é esperança de gols


21/06/2021 13:02 - atualizado 21/06/2021 13:21

Felipe Augusto fez o gol do Cruzeiro na derrota para o Operário e é considerado peça fundamental no ataque(foto: Dido Henrique/W9 Press)
Felipe Augusto fez o gol do Cruzeiro na derrota para o Operário e é considerado peça fundamental no ataque (foto: Dido Henrique/W9 Press)


A versatilidade no futebol não é uma arma nova diante dos adversários, mas é das mais procuradas dentro de um grupo que deseja ser vencedor. Neste momento, é um dos itens necessários para o Cruzeiro reagir na Série B do Campeonato Brasileiro e começar a fazer, de fato, o que espera do time na temporada: acesso à Série A. Para isso, o técnico Mozart Santos conta com atacante Felipe Augusto, de 29 anos, de Governador Valadares. Canhoto, jogador de velocidade e multitarefas, ele pode ser um caminho seguro para as pretensões da Raposa.
 
 
Após ficar sem vínculo com o América, onde conquistou o acesso à elite do futebol brasileiro, Felipe Augusto assinou contrato com o Cruzeiro até o fim de 2021. A versatilidade do atacante é que ele atua pelos dois lados e também como “falso 9”. Ainda que tenha preferência por jogar pela esquerda, ele pode desempenhar as três funções no setor ofensivo. E o que o time celeste precisa agora e ao longo de todo o campeonato é de gols e possibilidade de montar estratégias distintas.

Com a chegada do técnico Mozart Santos, Felipe Augusto parece ter um lugar para chamar de seu. O treinador, depois da derrota por 2 a 1 diante do Operário, em Ponta Grossa, declarou que “utiliza o Felipe mais como um ala-atacante. É um jogador de defesa na hora que marcamos e se torna um atacante quando vamos à frente. A ideia é mantê-lo nesta estrutura, nesta posição”. O jogador, aliás, foi autor do gol diante do time paranaense, empatando a partida, que depois teve revés.

Se precisa marcar gols, o Cruzeiro também tem de evitá-los o máximo possível. Tem uma defesa sólida. Nesse setor, a bola aérea tem sido uma preocupação. Bolas alçadas na área viram motivo de preocupação. Para Mozart, “posso analisar desde a minha chegada, e vejo que a defesa tem se postado bem. Em três jogos, sofremos um contra o Goiás e dois diante do Operário. No entanto, sabemos que temos de fazer ajustes e podemos evoluir. E não só na questão da bola aérea, mas como um todo. E isso ocorre com treinamento, é no que acredito”.

Os jogadores tiveram o dia de folga ontem e hoje se apresentam ao trabalho, quando começam a se preparar para a missão de superar o Vasco, um clássico do futebol brasileiro. O time de São Januário venceu na rodada, goleou o CRB por 3 a 0, e sonha com o G-4. A partida será às 21h30, no Mineirão, nesta quinta-feira. “A última semana foi corrida, calendário apertado, agora teremos mais sessões de treino para nos preparar para o Vasco. E vamos corrigir o que for preciso”, destacou o treinador celeste.

Diante do Vasco, Mozart Santos não poderá contar com os zagueiros Eduardo Brock, que sofreu lesão muscular na coxa esquerda e já não enfrentou o Operário, e Weverton, que foi expulso e cumprirá suspensão. O técnico terá à disposição para a zaga somente Ramon, Paulo e Joseph.

Contratações

O Cruzeiro deve confirmar nos próximos dias as contratações do lateral-direito Norberto, ex-CSA, e do atacante Wellington Nem, ex-Fortaleza. Wellington Nem chegou a Belo Horizonte na sexta-feira. Está hospedado na Toca da Raposa II e passou por exames de COVID-19 e testes físicos. Amanhã, devem chegar à capital mineira os agentes do jogador para assinatura do contrato.

Já a situação de Norberto está caminhando. O lateral já teria pedido desligamento do clube alagoano. O jogador já trabalhou com Mozart na Série B de 2020. No Cruzeiro, Norberto fará sombra ao paraguaio Cáceres. A diretoria cruzeirense desistiu da contratação do atacante Keké, de 25 anos, do Tombense. Ele não foi aprovado nos exames médicos. Ele deve passar por uma cirurgia no joelho e o tempo de recuperação inviabilizaria o negócio.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade