Publicidade

Estado de Minas FUTEBOL MINEIRO

Atlético: Hulk e Nacho formam dupla com faro de gol

Atuando com sintonia fundamental para o Galo, atacante e armador foram os responsáveis por 30,4% das vezes em que o alvinegro balançou as redes


08/06/2021 13:02 - atualizado 08/06/2021 13:05

Abrindo caminho para vitórias do Galo, o atacante Hulk e o meia Nacho Fernández infernizaram defesas adversárias nesta temporada(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press 19/3/21)
Abrindo caminho para vitórias do Galo, o atacante Hulk e o meia Nacho Fernández infernizaram defesas adversárias nesta temporada (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press 19/3/21)

A dupla formada pelo armador Nacho Fernández e pelo atacante Hulk está cada vez mais azeitada no Atlético. O entendimento entre eles tem rendido gols e boas jogadas. Além de ajudar na conquista do título do Campeonato Mineiro, foi importante tanto na Copa Libertadores quanto no Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil.



Os dois marcaram 14 dos 46 gols do Galo na temporada 2021, ou 30,4% do total, sendo que o paraibano fez 10, e o argentino, quatro. Eles jogaram 20 e 15 jogos, respectivamente, desde que chegaram ao clube, sendo que o alvinegro entrou em campo 24 vezes até o momento.

Nas duas últimas partidas, eles comandaram a equipe mais uma vez. Na estreia na Copa do Brasil, contra o Remo, semana passada, em Belém, Nacho Fernández deu assistência para Hyoran abrir o placar, enquanto recebeu passe de Hulk para fazer o segundo na vitória por 2 a 0, tendo o trabalho só para empurrar para rede depois de grande arrancada do companheiro. Já na vitória por 1 a 0 sobre o Sport, domingo, no Recife, pela segunda rodada do Brasileiro, Nacho iniciou a jogada que foi finalizada por Hulk com chute certeiro de canhota, da entrada da área.

As boas atuações renderam elogios do técnico Cuca. Ele acredita que o argentino está crescendo de produção a cada duelo, como mostrou contra o rubro-negro pernambucano. “Foi uma das melhores, senão a melhor partida que ele fez com a gente aqui. O que ele correu, o que ele jogou, procurou o jogo...”, avaliou o treinador.

Líder de assistências do Atlético na temporada, Nacho já deu cinco passes diretos para gol. Mas, não é só no ataque que ele é produtivo. Ele mostra grande consciência tática, ajudando na marcação sem a bola e indo à área adversária.

Cuca admitiu que dá liberdade para o craque se movimentar em campo. “Você não pode privar um jogador assim de correr. Às vezes, eu peço para ele se movimentar por um setor, quando a gente sabe que o adversário tem um ou outro lado menos ofensivo. Aí, você o posiciona. No último jogo, permiti a ele jogar solto ao lado do Hulk. E ele fez uma partida extraordinária. Pena que não fez gol. Merecia!”

Entre os companheiros, os atletas também gozam de muito prestígio. Afinal, além de gols, Hulk, por exemplo, contribuiu com quatro assistências, mesmo número de Savarino. “Desde a chegada de Hulk a gente sabia da qualidade dele e que com o tempo ele ia recuperar ritmo de jogo, se adaptar ao futebol Brasileiro. Ele é um jogador muito importante por jogar centralizado, usando a força dele para nos ajudar muito. Tenho certeza que vai continuar sendo muito importante para nosso time durante todo o ano”, afirmou Hyoran, de 28 anos, que vem procurando aprender com o “super-herói”, de 34, e que construiu quase toda a carreira no exterior, com passagens de destaque por Japão, Portugal, Rússia e China.

Preparação


Para o jogo de quinta-feira, no Mineirão, contra o Remo, na volta da terceira fase da Copa do Brasil, não está certo que ambos estarão em campo. Afinal, vêm atuando seguidamente e podem ser preservados em função de o Galo ter grande vantagem – pode perder por até um gol de diferença que se classifica.

Para decidir a escalação, o treinador vai levar em conta também a volta de jogadores que estão com seleções, caso dos laterais Guga e Guilherme Arana. E já adiantou que pretende dar chances a atletas como Nathan, Sasha e Sávio, que têm entrado bem na equipe.

Atleticana
Keno volta aos treinos

Recuperado de lesão muscular, o atacante Keno foi liberado pelo departamento médico e participou do treino realizado na tarde de ontem, na Cidade do Galo. Em 25 de maio, o Atlético informou que o jogador havia sofrido pequena lesão no músculo anterior da coxa esquerda. Depois de quase duas semanas afastado, o atacante pode voltar a ser relacionado pelo técnico Cuca.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade