Publicidade

Estado de Minas ATLÉTICO

Cuca admite 'obrigação' do Galo e celebra título: 'Premia a melhor equipe'

'O Campeonato Mineirão 'não vale nada', né? Perde ele para você ver o quanto ele vale. Vale mais do que a Copa do Mundo', disse o treinador do Atlético


24/05/2021 07:06 - atualizado 24/05/2021 07:19

Cuca durante o empate entre Atlético e América no Mineirão(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Cuca durante o empate entre Atlético e América no Mineirão (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
A entrevista do técnico Cuca após o título do Atlético sobre o América no Campeonato Mineiro neste sábado foi um misto de comemoração e desabafo. Muito pressionado desde o retorno ao clube alvinegro em março, o comandante festejou o empate sem gols no Mineirão e disse que a taça "premia a melhor equipe".

"É um título que tem que ser muito comemorado, porque foi muito difícil. Foi um título que premia a melhor equipe no geral, o melhor ataque, a melhor defesa, o time que fez mais pontos", disse Cuca.

O Atlético, de fato, terminou a competição com o maior número de gols feitos (27), o menor número de gols sofridos (oito) e a maior pontuação entre os 12 participantes (33, dos quais 27 foram conquistados na primeira fase).

Por ter feito a melhor campanha na etapa classificatória do Estadual, o Atlético tinha a vantagem de ser campeão em caso de dois empates na decisão. E assim foi: igualdades em 0 a 0 no Independência, no último domingo, e no Mineirão, neste sábado.

"Foram dois jogos muito duros. Final. Não foram jogos muito vistosos, porque são jogos que podem ser decididos nos detalhes, como foi um detalhe o pênalti a favor do América. Nós, durante a partida, no primeiro tempo, tivemos chances claras de fazer o gol. O Cavichioli fez defesas muito importantes", disse.

"Se a gente sai na frente, o jogo é muito mais tranquilo. E um jogo 0 a 0 fica aberto até o final, sujeito a qualquer bola definir o título. Mas foi um jogo controlado, eu achei. O time correu pouquíssimos riscos, e é uma decisão", completou.

'Obrigação'

O título deste sábado coroa o time que largou como o principal favorito à conquista desde o início da competição, no fim de fevereiro. Durante a entrevista, Cuca admitiu que, internamente, o clube tratava como 'obrigação' a vitória no Estadual.

"O Campeonato Mineirão ‘não vale nada’, né? Perde ele para você ver o quanto ele vale. Vale mais do que a Copa do Mundo. ‘Ah, mas ganhou o Mineiro, é obrigação’. Lógico, eu sei que a gente tinha a obrigação de vencer o Mineiro, pelo investimento, pelo plantel. Mas você disputa jogo a jogo", disse.

"Não é porque você tem o maior investimento que você vai ser sempre campeão, senão o Leicester não seria campeão na Inglaterra, o Paulista de Jundiaí e o Santo André não seriam campeões de Copa do Brasil. Porque há times organizados, como é o América, um time cascudo, que vai fazer um bom Campeonato Brasileiro", completou.

Este é o quarto título de Campeonato Mineiro conquistado por Cuca. São três pelo Atlético (2012, 2013 e 2021) e um pelo arquirrival Cruzeiro (2011).

Agora, o Atlético volta as atenções à disputa da Copa Libertadores. O time alvinegro enfrenta o Deportivo La Guaira-VEN na terça-feira, a partir das 21h30, no Mineirão, pela última rodada do Grupo H.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade