Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Cruzeiro: Weverton e Rômulo se destacam com assistências contra o Coimbra

Zagueiro e volante colocaram Pottker e Felipe Augusto na cara do gol


08/04/2021 08:03 - atualizado 08/04/2021 08:10

Weverton deu oasse para William Pottker balançar a rede(foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Weverton deu oasse para William Pottker balançar a rede (foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
O zagueiro Weverton e o volante Rômulo foram fundamentais para a vitória do Cruzeiro sobre o Coimbra por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Independência, pela oitava rodada do Campeonato Mineiro. Eles deram assistências para os gols de William Pottker, aos 30’, e Felipe Augusto, aos 48’ do segundo tempo (assista ao vídeo abaixo).

O lançamento de Weverton nas costas do lateral-esquerdo Lucas Hipólito foi tão preciso que Pottker nem precisou ajeitar a bola. O atacante apenas esperou o quique na grande área para chutar no canto direito de Jori. A defesa do Coimbra pediu impedimento no lance. Nas imagens do canal Premiere não é possível atestar se houve irregularidade.

Já a jogada de Rômulo foi iniciada após um corte errado de Diogo Henrique. Ao recuperar a bola, o meio-campista percebeu a aceleração de Felipe Augusto na ponta esquerda e fez o passe por cima da linha defensiva do Coimbra. Com um corredor vazio pela frente, o camisa 22 cruzeirense esticou a redonda até a grande área e bateu de pé esquerdo na saída de Jori. Foi o segundo gol dele na temporada 2021.

O detalhe é que Rômulo esteve em campo por cerca de 12 minutos - entrou no lugar de Bruno José, aos 37 da etapa final. Em pouco tempo, demonstrou a boa leitura de jogo adquirida em nove anos no futebol italiano, onde atuou por Fiorentina, Verona, Juventus, Genoa, Lazio e Brescia. No país da bota, destacou-se pelo perfil de “garçom”, com 32 assistências em 219 jogos, além de 17 gols.

Embora não goste de analisar individualidades, o técnico Felipe Conceição respondeu uma pergunta específica sobre a participação de Weverton, que supriu a ausência de Manoel, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Na opinião do comandante, a organização coletiva possibilitou uma bom desempenho do jovem de 18 anos no segundo jogo como profissional.

“Eu não gosto de individualizar performance, acho que a equipe foi muito bem e a equipe organizada sustenta a performance de jovens atletas que entram na equipe. Acho que são os dois lados. O atleta foi muito bem na partida e a equipe ajudou com a organização que teve. Uma coisa puxa a outra e é isso que estamos construindo para que, cada vez mais, a gente possa usar esses meninos da base”.

Com a vitória no Horto, o Cruzeiro chegou a 14 pontos e subiu para a terceira posição do Mineiro. No domingo, às 16h, a equipe enfrentará seu maior desafio na competição, diante do Atlético, no Mineirão. Na sequência, fechará a fase classificatória em confrontos com Pouso Alegre (fora) e Patrocinense (casa).

Nesse intervalo, a Raposa ainda terá compromisso na Copa do Brasil contra o América-RN, na quarta-feira (14), às 21h30, na Arena das Dunas, em Natal. Quem avançar no duelo único garantirá prêmio de R$1,7 milhão, referente à cota de participação na terceira fase.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade