Publicidade

Estado de Minas SAÚDE MASCULINA

Entenda por que o câncer de Oscar Maroni é perigoso

Os casos de câncer de próstata no mundo podem aumentar cerca de 80% até 2040, segundo uma investigação liderada pelo Instituto Vencer o Câncer


23/06/2022 08:49 - atualizado 22/06/2022 20:42

Empresário Oscar Maroni
Muitos pacientes sentem vergonha de revelar à conhecidos o diagnóstico de câncer de próstata. (foto: Internet/Divulgação)

O câncer de próstata quando é descoberto em estágio inicial e ainda sem sintomas, tem 90% de chance de cura. Já quando os sintomas surgem, em 95% dos casos o câncer já está em estado avançado, sendo mais difícil de ser curado, aponta a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Esse é o caso de Oscar Maroni, empresário da noite paulistana. Aos 71 anos, ele foi diagnosticado com câncer de próstata e vai passar por cirurgia ainda este mês.

 

No Brasil, esse câncer é o segundo mais comum entre os homens, somente atrás do câncer de pele não-melanoma. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), foram diagnosticados cerca de 65.840 casos de tumores só em 2021. E no mundo, os casos de podem aumentar em aproximadamente 80% até 2040, segundo uma investigação liderada pelo Instituto Vencer o Câncer.

 

O urologista Carlos Vaz alerta sobre o perigo desse tipo de câncer: "O câncer de próstata é completamente silencioso e sem sintomas na sua fase inicial. Quando descoberto precocemente, o tratamento é curativo na maioria das vezes. A única maneira de fazer diagnóstico precoce é pelo check up", ressalta o médico, que também é mestre em oncologia.

 

Leia também: Os sintomas do câncer de esôfago que não podemos ignorar 

 

Ainda de acordo com o médico, quando o câncer é benigno, o tratamento na maioria das vezes é eficaz. "Hoje em dia, sequelas como, por exemplo, incontinência urinária e impotência sexual (situações que "amedrontam" o homem com necessidade de tratamento) são minimizadas pela cirurgia robótica."

 

A questão comportamental dos homens também é um fator importante no diagnóstico tardio e já avançado do tumor. O preconceito na realização de exames na próstata, principalmente quando se trata do exame de toque retal, dificulta o processo de tratamento e cura. Dados da Sociedade Brasileira de Urologia mostram que é no toque retal que quase 20% dos pacientes são diagnosticados com câncer.

 

* Estagiária sob supervisão da editora Ellen Cristie.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade