UAI
Publicidade

Estado de Minas PESQUISA ELEITORAL

Pesquisa Datafolha: internet faz previsão antes da divulgação da sondagem

Nas redes sociais, usuários questionam como os últimos acontecimentos envolvendo o governo Bolsonaro devem impactar as intenções de voto


23/06/2022 11:14 - atualizado 23/06/2022 18:55

Lula e Bolsonaro
Internautas esperam que diferença entre Lula e Bolsonaro aumente nas intenções de voto do Datafolha (foto: AFP)

O Instituto Datafolha deve divulgar, nesta quinta-feira (23/6), uma nova pesquisa de intenções de voto para presidência da República. No último levantamento divulgado no dia 24 de maio, o atual presidente apareceu em segundo lugar, com 27% das intenções de voto. Enquanto Lula teve 48%.


Antes mesmo da divulgação da nova pesquisa, o termo "Datafolha" já está em alta nas redes sociais. Os internautas questionaram como o assassinato de Dom Phillips e Bruno Pereira e a postura do governo federal devem impactar os números.

Eles também mencionaram que a divulgação acontece um dia após a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, e como o presidente deve se irritar com a previsão.


Veja alguns memes:








Bolsonaristas atacam o Datafolha


Enquanto a oposição a Bolsonaro especula os resultados, os apoiadores do governo fazem ataques ao instituto de pesquisa.




Essa reação segue o posicionamento do presidente, após a divulgação do último levantamento. À época, Jair Bolsonaro afirmou que a pesquisa se tratava de uma canalhice.


"Isso aqui não é fake news, é uma canalhice. Eu sei que não sou unanimidade em lugar nenhum, mas, por exemplo, se fizer pesquisa nas Forças Armadas, séria, não vai dizer que os militares do Brasil estão divididos, que os policiais estão divididos", disse Bolsonaro, em live após a última pesquisa Datafolha.

Pesquisa Datafolha


O jornal Folha de S. Paulo divulgou às 18h de hoje (23) nova pesquisa do Instituto Datafolha sobre as intenções de voto para a presidência da República. Lula aparece com larga vantagem, com 47%, enquanto Bolsonaro, segundo colocado, tem 28%.

Ciro Gomes é o terceiro, com 8%. Completam a lista André Janones (Avante), 2%; Simone Tebet (MDB), 1%; Pablo Marçal, (Pros), 1%; e Vera Lúcia (PSTU): 1%.

Sofia Manzano (PCB), Felipe D'Ávila (Novo), General Santos Cruz (Podemos), Luciano Bivar (UB), Eymael (DC) e Leonardo Péricles (UP) não pontuaram.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 cidades em 22 e 23 de junho. A margem de erro da pesquisa, contratada pela Folha e registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 09088/2022, é de dois 2 pontos percentuais para mais ou para menos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade