UAI
Publicidade

Estado de Minas OPERAÇÃO DA PF

Milton Ribeiro, em março: 'Apenas obedeço ordens do presidente'

Ex-ministro da Educação foi preso preventivamente na manhã desta quarta-feira (22/6), acusado de tráfico de influência e corrupção passiva


22/06/2022 10:26 - atualizado 22/06/2022 18:15

ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro
Operação 'Acesso Pago' da Polícia Federal prendeu o ex-ministro na manhã desta quarta-feira (22/06) (foto: EVARISTO SÁ/AFP)

Em depoimento à Polícia Federal em março deste ano, o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro disse que apenas obedecia ordens do presidente Jair Bolsonaro de priorizar o repasse de verbas do Ministério da Educação (MEC) para os municípios indicados pelos pastores Gilmar Silva e Arilton Moura.

 

Logo depois do depoimento, começaram a surgir denúncias de prefeitos de que os pastores favorecidos no MEC cobravam propina dos municípios para a liberação das verbas.

 



#Bolsonaro #MiltonRibeiro #MEC #áudio

" />
 

 

Ainda em março, Ribeiro entregou sua carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro (PL), em reunião no Palácio do Planalto.

 

Milton Ribeiro foi preso preventivamente pela Polícia Federal nesta quarta-feira (22/6), em Santos, litoral paulista. A operação da PF mira supostos crimes de tráfico de influência, corrupção passiva, prevaricação e advocacia administrativa.

 

O pastor Gilmar Santos também foi preso. 

 




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade