UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Lula e Kalil: saiba como será o ato dos pré-candidatos em Uberlândia

Organizadores esperam receber até cinco mil pessoas em estacionamento de universidade; Lula, Alckmin e Kalil vão discursar


15/06/2022 12:15 - atualizado 15/06/2022 13:39

KalilLula
Espaço em Uberlândia para lançamento da aliança entre Kalil e Lula (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Uberlândia - A cúpula do PT mineiro se prepara para receber nesta quarta-feira, em Uberlândia, no Triângulo, o primeiro evento público do palanque formado pelo líder petista Luiz Inácio Lula da Silva e Alexandre Kalil (PSD). O encontro entre o presidenciável e o pré-candidato ao governo está previsto para começar às 17h no Centro Universitário do Triângulo (Unitri). 

Nas ruas e avenidas da cidade, não há cartazes propagandeando a aliança Lula-Kalil ou a atividade de hoje. Os organizadores do evento optaram por fazer divulgação pelas redes sociais e restringir os elementos visuais ao entorno do espaço que receberá os políticos. As primeiras faixas avistadas pela reportagem estavam afixadas em grades do lado oposto à entrada da Unitri.

"Não vamos fazer campanha antecipada", explica, ao Estado de Minas, o ex-deputado federal Gilmar Machado, que integra a coordenação responsável por articular a atividade de hoje.

Lula e Kalil farão discursos durante o ato. Geraldo Alckmin (PSB), vice-candidato na chapa presidencial, também deve falar, assim como André Quintão (PT), indicado para ser o parceiro do ex-prefeito de Belo Horizonte na corrida rumo ao Palácio Tiradentes. O senador Alexandre Silveira (PSD), que tentará a reeleição com o apoio dos petistas, será outro a empunhar o microfone.

Os organizadores do evento em Uberlândia se preparam para receber um público de até cinco mil pessoas. 

Um palanque foi montado em uma área externa da Unitri. O palco é ladeado por um telão que já exibe o slogan "cola no Kalil", que embala a pré-campanha pessedista.

"Será o primeiro encontro do PT com a militância do PSD. Já trabalhávamos com outros partidos, como o PSB. Agora, mais gente se incorpora", diz Machado, que além de ter sido parlamentar, foi prefeito uberlandense.

Trunfos para receber Lula e Kalil


No mês passado, antes da aliança entre PT e PSD ser oficializada, Lula passou por Belo Horizonte, Contagem (Região Metropolitana) e Juiz de Fora (Zona da Mata). Agora, a favor de Uberlândia, pesou o fato de tratar-se de um município de referência no Triângulo.

A presença, na cidade, de representantes dos "opostos" que unem a produção agrícola também foi levada em conta.

"Podemos mostrar que é possível a convivência entre agronegócio, de exportação, e agricultura familiar - que de fato põe comida na mesa do povo", sustenta Machado.

No segundo turno da eleição de 2018, Jair Bolsonaro - hoje no PL, mas à época no PSL - venceu Fernando Haddad, do PT, por 63,03% a 39,97%.

Integrante do Movimento Nacional Evangélico, Gilmar Machado também aposta nas agendas de Lula para conquistar apoio dos pentecostais.

"Respeitamos os líderes evangélicos, mas nossa orientação é de, enquanto eles falam no púlpito, conversar com o público embaixo. Dessa forma, vamos surpreender Bolsonaro, que está achando estar com nosso povo".

Lula vai, Kalil fica


A equipe do PT mineiro informou que Lula deixa Uberlândia logo após o evento com os correligionários no estado. Ele viajará para o Nordeste, onde assumiu compromissos em Natal (RN), Maceió (AL) e Aracaju (SE).

Kalil, por sua vez, descerá do palanque e seguirá para um jantar com empresários do setor sucroalcooleiro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade