UAI
Publicidade

Estado de Minas ALIANÇA PT-PSD

Vídeo: Lula festeja Kalil e diz que Reginaldo tomou 'atitude histórica'

Em gravação obtida pelo Estado de Minas, presidenciável comemora oficialização de união ao ex-prefeito de BH e explica saída do PT da corrida ao Senado


26/05/2022 21:39 - atualizado 26/05/2022 21:56

Reginaldo Lopes, Alexandre Kalil, Luiz Inácio Lula da Silva e Cristiano Silveira
Kalil e Lula (ao centro) se encontraram com a cúpula do PT mineiro (foto: Ricardo Stuckert)

Após oficializar, nesta quinta-feira (26/5), a união com Alexandre Kalil (PSD), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) agradeceu ao deputado federal petista Reginaldo Lopes por desistir de disputar o Senado Federal. O movimento viabilizou a união ao PSD de Kalil, porque o partido trabalha pela reeleição do senador Alexandre Silveira. A saída de Reginaldo do páreo desatou os nós que impediam a aliança e foi impulso decisivo para a costura de um palanque único em Minas Gerais.

Em vídeo obtido com exclusividade pelo Estado de Minas, Lula afirma ao deputado que ele tomou uma "atitude histórica" ao sair da corrida pelo assento de senador.

"Todo mundo sabe que o companheiro Reginaldo era pré-candidato a Senador; todo mundo sabe que ele tinha grande chance de se eleger por Minas Gerais. Entretanto, as circunstâncias políticas fizeram com que tomássemos a decisão de fazer uma aliança com Kalil", diz o presidenciável.



Na gravação, Lula explica que a união a Kalil é benéfica a ambos.

"Interessa ao Kalil o apoio do PT e de Lula para que ele se eleja governador. E interessa, ao PT e ao Lula, o apoio de Kalil para que a gente se eleja presidente. Reginaldo, da forma mais extraordinária, solidária e fraterna que um ser humano pode ser, resolveu retirar a candidatura dele ao Senado e se colocar à disposição, a meu pedido e de Gleisi Hoffmann, para ser o coordenador de minha campanha em Minas".

A negociação para unir petistas e pessedistas entregou, ao partido de Lula, o posto de vice na chapa de Kalil. O escolhido foi o deputado estadual André Quintão, líder do bloco de oposição a Romeu Zema (Novo) na Assembleia Legislativa. De bom trânsito entre os setores do PT, o parlamentar ganhou força após sugestão do ex-prefeito de BH.

Reginaldo assume a coordenação de Lula


Embora tenham feito Reginaldo deixar a disputa pelo Senado, as articulações para atrair Kalil renderam a ele posto importante na campanha de Lula.

"Será a maior missão da minha vida. Tenho muito orgulho", garantiu, ao comentar sua tarefa como coordenador de Lula em Minas.

Ele vai atuar em parceria com o presidente da Assembleia Legislativa, Agostinho Patrus (PSD), que encabeça os bastidores de Kalil. O deputado também precisou se sacrificar para a concretização da aliança. Isso porque abriu mão do posto de vice para entregar a vaga ao PT e, assim, viabilizar a união.

Agostinho, aliás, também recebeu afago de Lula. "Reginaldo e Agostinho Patrus, coordenador da campanha do Kalil, vão fazer a dupla de coordenadores vencedores na eleição de Minas Gerais em 2022".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade