UAI
Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO INFANTIL

Queiroga: pais poderão vacinar filhos contra COVID 'se assim desejarem'

Resultado da Consulta Pública sobre o tema aponta que maioria é a favor da vacinação das crianças contra o coronavírus


04/01/2022 14:57 - atualizado 04/01/2022 15:53

Queiroga
Ministro da Saúde fala sobre vacinação infantil e cita artigo científico (foto: Agência Brasil/Reprodução )
Durante a audiência pública que debateu a vacinação contra a COVID-19 para a faixa etária de 5 a 11 anos, nesta terça-feira (4/10), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga defendeu a imunização das crianças e citou, inclusive, artigo científico que indica segurança das doses pediátricas. Para Queiroga, os pais devem vacinar seus filhos “se assim desejarem”. 

"Nós teremos as doses, como todos já sabem e os pais podem, livremente, dentro do que o Ministério da Saúde estabelece e que eu espero que seja seguido por estados e municípios, levarem seus filhos para vacinação se assim desejarem", disse o ministro mais cedo. 

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi convidada para participar da audiência, mas encaminhou um e-mail ao Ministério da Saúde, informando que o parecer do órgão favorável à vacinação de crianças é público e que sua participação não agregaria nada ao debate.

O imunizante pediátrico da Pfizer deve chegar ao Brasil no dia 10 de janeiro. Nesta segunda-feira (3/1), o ministro afirmou que o plano de vacinação infantil deve ser iniciado na segunda quinzena de janeiro. O cronograma oficial deve ser divulgado pela pasta nesta quarta-feira (5/1). 

Consulta Pública 


Os resultados da consulta pública sobre o tema, encerrada no último domingo, apontaram que a maioria dos participantes é a favor da vacinação da faixa etária. O levantamento conclui, ainda, que a maior parte é contra a exigência de receita médica, ponto amplamente defendido pela base bolsonarista, incluindo o ministro da Saúde. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade