UAI
Publicidade

Estado de Minas EXECUTIVO MUNICIPAL

Kalil é aprovado por 74% dos belo-horizontinos, aponta levantamento

Segundo pesquisa do Instituto Opus, 58% dos cidadãos avaliam como ótima ou boa a gestão do político do PSD


27/11/2021 08:00 - atualizado 27/11/2021 10:48

Alexandre Kalil (PSD), prefeito de BH
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, foi bem avaliado em levantamento (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
A administração do prefeito Alexandre Kalil (PSD) é aprovada por 74% dos belo-horizontinos. É o que aponta pesquisa do Instituto Opus, encomendada pelo Estado de Minas, e divulgada nessa sexta-feira (26/11). Segundo o levantamento, 26% dos residentes na cidade reprovam a atual gestão.


gráfico de pesquisa
(foto: Arte/EM)


No que tange ao gênero, a maior aprovação de Kalil está entre as mulheres - 76% delas avaliam o mandatário positivamente. Homens favoráveis a ele são 73%. O prefeito tem, ainda, o apoio dos jovens, com 78% de aprovação. Quando são considerados apenas os cidadãos acima de 45 anos, a aprovação vai a 79%.

Em relação à escolaridade, o melhor índice atingido por Kalil está nos que estudaram até o Ensino Fundamental: 78%. No outro extremo, a maior reprovação está no grupo que foi até o Ensino Médio: 28%.

Matheus Dias, diretor do Instituto Opus, crê que os números mostram a robustez do governo atual. Segundo ele, não há variações bruscas na avaliação entre gêneros, faixas etárias e escolaridade. "É praticamente uma unanimidade para o belo-horizontino a administração do prefeito", diz.

 

Kalil e a greve de ônibus


Ontem, o EM mostrou que a maioria dos moradores de BH apoia a greve de ônibus e tem críticas ao sistema de transporte. A postura de Kalil ante a greve foi reprovada por 28% e aprovada por 25%, mas 47% optaram por não responder à indagação.

O prefeito de Belo Horizonte é iminente candidato ao governo do estado e, nas mais recentes pesquisas sobre o tema, tem aparecido atrás de Romeu Zema (Novo), que tentará a reeleição.

A pesquisa


Para construir o levantamento, foram feitas entrevistas presenciais em todas as nove regionais de Belo Horizonte. Trezentas pessoas participaram da pesquisa. Os dados foram coletados entre ontem e hoje (26/11). A margem de erro é de 5,8%.

"As 300 entrevistas foram divididas proporcionalmente à população das regionais. Dentro das regionais, foram sorteados locais com probabilidade proporcional ao tamanho. Quanto maior a localidade, maior a chance de ser sorteada", explica Dias, do Opus.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade