UAI
Publicidade

Estado de Minas CPI DA COVID

'A justiça vem', diz Aziz a Bolsonaro ao encerrar a reunião da CPI da COVID

Presidente da CPI da COVID se incomodou com o fato de o presidente da República rir do relatório proposto pela comissão


20/10/2021 13:58 - atualizado 20/10/2021 14:15

Senador Omar Aziz
'Presidente, a gente tem respeito pelo cargo de vossa excelência', disse Aziz (foto: Edilson Rodrigues/Senado)
Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, instalada pelo Senado, o senador Omar Aziz (PSD-AM) mandou nesta quarta-feira (20/10) um recado direto ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Ao ser informado de que Bolsonaro iria,  segundo o senador e filho do presidente, Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), dar gargalhada do relatório da CPI , Aziz subiu o tom contra o governante.

"Não quero crer que o presidente quando ler o relatório, foi avisado do relatório, deu gargalhada. O presidente deu gargalhada na falta, deu gargalhada quando mandou a mãe comprar vacina. Presidente, a gente tem respeito pelo cargo de vossa excelência, vossa excelência é a maior autoridade", começou Aziz, após a leitura do relatório.

Na reunião desta quarta, o relatório final da CPI, elaborado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), foi lido em 26 minutos. O texto indicia 69 pessoas, entre elas Bolsonaro. O relatório propõe que o presidente seja indiciado por mais de dez crimes. A votação do relatório acontecerá na próxima terça-feira (26), e Aziz afirma que, caso aprovado, o texto vai surtir o efeito esperado.

"Vossa excelência, tenha certeza, que nós não vamos nos permitir que nenhum cidadão, seja a autoridade que for, acha que pode engavetar este relatório. Este relatório, a partir de agora, passa a ser debatido no Brasil, nas universidades, nas faculdades, vai servir de tese para muitos mestrados. A partir de agora ele passa a ser o relatório não da CPI, é o relatório das vítimas da COVID, dos mais de 600 mil brasileiros, dos sequelados. Este relatório do senador Renan fez o máximo com auxílio de todos, todos, sem exceção", diz.

Por fim, ao encerrar a reunião desta quarta, marcada pela apresentação do relatório da CPI, que apura omissões do governo federal durante a pandemia de COVID-19, Aziz voltou a ser direito com Bolsonaro. "Presidente, o país precisa de afeto, de afeto, e o que as imputações que estão sendo feitas contra sua administração e contra sua pessoa são imputações muito sérias. Rir neste momento não creio que seja uma risada de alívio, pelo contrário, sua risada é de temor. Porque a justiça vem, vem pelos homens e vem pela justiça divina", afirmou.
 

O que é uma CPI?

As comissões parlamentares de inquérito (CPIs) são instrumentos usados por integrantes do Poder Legislativo (vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores) para investigar fato determinado de grande relevância ligado à vida econômica, social ou legal do país, de um estado ou de um município. Embora tenham poderes de Justiça e uma série de prerrogativas, comitês do tipo não podem estabelecer condenações a pessoas.

Leia também:  Entenda como funciona uma CPI


O que a CPI da COVID investiga?

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade