UAI
Publicidade

Estado de Minas CPI DA COVID

CPI: ministro da CGU diz que desconhecia documento da própria Controladoria

Documento aponta Roberto Ferreira Dias, ex-diretor do Ministério da Saúde, como envolvido na Operação Hospedeiro, que investiga uma organização criminosa


21/09/2021 15:17 - atualizado 21/09/2021 15:44

Ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário
Ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário (foto: Roque de Sá/Agência Senado)

O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), questionou  o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, sobre um documento onde o nome de Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, aparece como envolvido na Operação Hospedeiro, deflagrada em outubro de 2020 pela CGU, que investiga uma organização criminosa acusada de desviar recursos da Saúde desde 2011. 
 
 
Durante os questionamentos, Randolfe analisou a documentação da operação e encontrou uma conversa entre Marconny Faria e Ricardo Santana, encaminhada por Danilo Trento, se referindo a Roberto Dias. Na conversa, Marconny fala a Santana sobre fraude de processo licitatório.

Perguntado sobre o assunto, Wagner Rosário afirmou desconhecer o documento. O ministro explica que a documentação não foi passada por ele. 
 

O vice-presidente da CPI explica que esse documento estava em posse da CGU desde outubro de 2020. 

“Não tenho nenhuma dessas informações… o senhor gostaria de enviar?”, disse Rosário. “Não preciso enviar, é da CGU”, respondeu Randolfe.

Em seguida, Renan Calheiros, relator da CPI, pontua que esse é um dos documentos “mais importantes na posse da comissão”.

Dias foi exonerado somente em junho de 2021, após o escândalo da suposta propina de um dólar na compra de vacinas da AstraZeneca.
 
 
 

O dia da CPI

 
A CPI da COVID recebe, nesta terça-feira (21/9), o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, para falar sobre evidências de corrupção no Ministério da Saúde e o que a CGU sabia na época em que os fatos ocorreram.
 
O requerimento é do senador Eduardo Girão (Podemos-CE). De acordo com o documento,  Rosário deve falar sobre as investigações sobre desvio de recursos liberados pela União para estados e municípios.
 

O que é uma CPI?

As comissões parlamentares de inquérito (CPIs) são instrumentos usados por integrantes do Poder Legislativo (vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores) para investigar fato determinado de grande relevância ligado à vida econômica, social ou legal do país, de um estado ou de um município. Embora tenham poderes de Justiça e uma série de prerrogativas, comitês do tipo não podem estabelecer condenações a pessoas.

Leia também:  Entenda como funciona uma CPI


O que a CPI da COVID investiga?

  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade