Publicidade

Estado de Minas CPI DA COVID

Citado por Bolsonaro, 'chupão na barriga' viraliza; entenda o que significa

O filho do presidente, Carlos Bolsonaro, já utilizou o termo em janeiro de 2019 para se referir ao senador Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI da COVID


14/05/2021 11:02 - atualizado 14/05/2021 17:56

Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) é citado em live pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido)(foto: Agência Senado/Reprodução)
Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) é citado em live pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) (foto: Agência Senado/Reprodução)
O termo “chupão na barriga” foi utilizado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na sua tradicional live nas redes sociais nessa quinta-feira (13/5). Ele até mesmo compartilhou em seu próprio perfil um resumo dos assuntos tratados junto ao ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Logo, a expressão viralizou e internautas tiveram dúvidas do significado.

O filho “02” do presidente, vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), já utilizou essa expressão em janeiro de 2019 em uma resposta ao senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Randolfe é vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID no Senado Federal, que apura as ações e omissões do governo federal no combate à pandemia no país.

Randolfe compartilhou uma matéria do jornal Folha de S.Paulo que revela gastos do presidente com auxílio-mudança. “Seu pai, o presidente @jairbolsonaro, também embolsou o seu dinheiro pra mudança que nunca fará: a família Bolsonaro nunca teve pudor em se apoderar dos privilégios parlamentares descabidos. Esse é seu estilo particular de combate à corrupção”, escreveu.

Como resposta, Carlos usou a expressão: “Todos tem o direito! Senador(x), e o chupão na barriga, já sarou?”

O chupão na barriga, segundo a assessoria de Randolfe, refere-se ao soco que Jair Bolsonaro deu no senador durante uma disputa no Rio, em 2013, quando parlamentares da Comissão da Verdade visitaram o Doi-Codi.
 
Bolsonaro, ao eximir-se de culpa pelo hematoma exibido pelo senador, disse que ele deveria ser consequência de um "chupão na barriga". 



Na live realizada nessa quinta-feira (13/5), Bolsonaro chegou a falar várias vezes sobre a CPI da COVID no Senado e, em uma delas, citou o “senador DPVAT”, apelido atribuído a Randolfe Rodrigues.

“Se eles queriam se blindar, blindar parente, por que fazer a CPI? Olha a cara de pau daquele fala fina, o senador DPVAT, para apurar omissões do presidente Jair Bolsonaro. Isso não é fato definido em CPI.”
 
Mais tarde, o presidente compartilhou nas redes sociais a lista em resumo da live. "Chupão na barriga" entrou para os assuntos mais comentados do Twitter.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade