Publicidade

Estado de Minas GOVERNO DE MINAS

Após período em Joinville, secretário de Zema retoma posto no governo

Mateus Simões participou de reuniões com motoristas de aplicativo e com a mineradora Vale


13/01/2021 10:29 - atualizado 13/01/2021 10:48

Mateus Simões (Esquerda) em reunião com motoristas de aplicativo, na última semana(foto: Divulgação/Frente de Apoio Nacional ao Motorista Autônomo)
Mateus Simões (Esquerda) em reunião com motoristas de aplicativo, na última semana (foto: Divulgação/Frente de Apoio Nacional ao Motorista Autônomo)
Após tirar férias em dezembro de 2020 para participar da equipe de transição da Prefeitura de Joinville, cidade de Santa Catarina, Mateus Simões, secretário-geral do Governo de Minas, retomou o posto no Executivo estadual participando de reuniões. Na última semana, a primeira de 2021, e nesta, Simões representou o governador mineiro Romeu Zema (Novo) nos encontros.

“Peguei as férias que tinha. Durante todo o ano, as pessoas saem de férias. Escolhi sair em uma época que acho que prejudica menos o estado, já que tivemos, acho, só seis sessões da Assembleia depois que saí. Tivemos dois atos importantes, em que vim a Belo Horizonte, interrompendo minhas férias, que foram as audiências de negociação do processo da  Vale. O que foi necessário, vim e fiz. Minha equipe é muito organizada. A secretaria geral não parou nenhum minuto”, afirmou Simões, em entrevista ao Estado de Minas.

O secretário, que é ex-vereador de BH, também comentou a experiência em uma cidade e em um estado diferentes. “Foi uma experiência muito interessante. É uma realidade bem diferente da nossa, de contas muito mais equilibradas que Minas Gerais. Como é uma cidade muito grande e muito rica, tem desafios muito grandes para serem vencidos em infraestrutura. Vi coisas interessantes que se aplicam a Minas e dizem respeito, por exemplo, ao saneamento. Eles têm uma companhia própria, que tem de passar por uma solução de privatização ou concessão. Tive a oportunidade de estudar um caso muito menor, mas idêntico ao da Copasa.”

Desde o retorno oficial, Mateus Simões já participou de duas reuniões, a última na segunda-feira (11/01), com motoristas de aplicativo e forças de segurança. Os trabalhadores cobram maior atuação do poder público diante de casos de violência contra os autônomos.

O secretário também participou, na última quinta-feira (07/01), de um outro encontro, mas com a mineradora Vale e com Ministério Público Estadual (MPMG), Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG), Ministério Público Federal (MPF) e Defensoria Pública da União, mediada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). As autoridades ainda buscam um acordo para reparação dos danos socioeconômicos referentes ao rompimento da barragem de rejeitos Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Central de Minas.

A tragédia, em 25 de janeiro de 2019, deixou 259 pessoas mortas e 11 desaparecidas. Nesta semana, novas reuniões com a Vale estão marcadas, e Mateus Simões deve participar do encontro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade