Publicidade

Estado de Minas NA GLOBONEWS

Kalil sobre Eduardo Bolsonaro: 'Se não tiver picadeiro, não tem palhaço'

Em entrevista à GloboNews, prefeito de Belo Horizonte respondeu ao deputado federal Eduardo Bolsonaro, dizendo que não dará 'picadeiro'


02/12/2020 10:36 - atualizado 02/12/2020 12:18

(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)
(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)
O prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD), concedeu entrevista à jornalista Andreia Sadi, no programa Em Foco, da GloboNews, na manhã desta quarta-feira (02/12). Com a bandeira do Brasil ao fundo, Kalil falou diretamente da prefeitura da capital mineira. O político respondeu ao deputado federal Eduardo  Bolsonaro que, no Twitter, afirmou que Belo Horizonte havia reeleito o 'projeto de ditador', em referência à política de isolamento social adotado pelo prefeito reeleito na capital mineira no enfrentamento à pandeima da COVID-19.

 

Kalil disse que não é de seu feitio responder a críticas feitas por deputados, mas que abriria uma exceção devido à pergunta de Andréia Sadi. "Em respeito a você, vou responder. Meu pai dizia que 'senão tiver público, não tem picadeiro. Se não tiver picadeiro, não tem palhaço'", afirmou.

 

Em tom mais conciliador, mas sem deixar de alfinetar Eduardo Bolsonaro, Kalil defendeu a convivência de ideias divergentes no debate político no Brasil. "Tem gente que tem empatia, sentimento, sabe o que é morrer um pai e uma mãe. Eu, por exemplo, perdi os dois. Não tenho dúvida que no Brasil, todo mundo que pensa diferente voltará a conversar. Se há pensamento diferente, vamos respeitar", disse.

O prefeito também respondeu sobre as declarações dadas ao programa Roda Viva, sobre a reabertura dos shoppings populares, logo quando Belo Horizonte iniciou o processo de flexibilização


Matéria em atualização.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade