Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

'Neste momento ninguém ganhou ou perdeu a eleição', diz João Vitor Xavier

Confiante, segundo colocado nas pesquisas votou na manhã deste domingo (15) no Bairro Buritis, Zona Oeste de BH


15/11/2020 11:56 - atualizado 15/11/2020 13:13

João Vitor Xavier está confiante de que chegará ao segundo turno(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
João Vitor Xavier está confiante de que chegará ao segundo turno (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
 

Segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto para a Prefeitura de Belo Horizonte, o atual deputado estadual João Vitor Xavier (Cidadania) votou na manhã deste domingo (15) no Bairro Buritis, Zona Oeste da capital. Confiante, afirmou que as eleições só são decididas após a apuração e que deseja chegar ao segundo turno para “discutir a cidade”.



“Eleição não se perde antes ou se ganha antes. Estou muito confiante de que vamos levar a eleição para o segundo turno para podermos, de fato, discutir a cidade”, declarou. “Isso não aconteceu no primeiro turno, porque foram poucas oportunidades de debates, entrevistas e sabatinas e também porque alguns candidatos se recusaram a discutir e a dialogar com a cidade.”



Xavier se refere ao atual prefeito Alexandre Kalil (PSD), que não participou dos debates sob a justificativa de fazer parte do grupo de risco para a COVID-19. O ex-cartola do Atlético aparece com ampla vantagem nas pesquisas de intenção de votos e as perspectivas apontam reeleição em primeiro turno.

Questionado sobre as estratégias para conseguir angariar mais votos, João Vitor Xavier se limitou a afirmar que “neste momento ninguém ganhou ou perdeu a eleição”. “Nós temos perspectivas que estão na cabeça das pessoas, nos desejos de alguns, nas pesquisas de outros, mas resultado de eleição é na hora que abre a urna”, disse.

Na última pesquisa de intenção de votos divulgada nesse sábado (14) pelo Ibope, João Vitor aparece com 9%, atrás apenas de Alexandre Kalil, que está com 72%, e empatado tecnicamente com Áurea Carolina (PSOL), com 6%, e Bruno Engler (PRTB), com 4%.

Xavier também é vice-líder em rejeição, ainda segundo o Ibope. De acordo com a pesquisa, 16% dos eleitores nunca votariam no deputado. Ele está atrás apenas de Nilmário Miranda (PT), que aparece com 24%.

Antes de votar, o candidato acompanhou o vice Leonardo Bortoletto (DEM), que foi às urnas mais cedo, também em uma escola do Buritis.

Xavier deu entrevista à imprensa sem máscara e informou que o processo de votação foi tranquilo e seguro, seguindo todas as orientações para prevenir a propagação do novo coronavírus. Ainda assim, a seção dele estava cheia e com registros de aglomerações.

Acompanhe ao vivo a apuração das urnas neste domingo (15), a partir das 17h, pelo uai.com.br e em.com.br.

*Estagiário sob supervisão da editora Teresa Caram

Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia
Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia

Eleições 2020: como votar, datas e horários

O primeiro turno das eleições 2020 será em 15 de novembro e, caso seja necessário no seu município, o segundo turno será realizado em 29 de novembro de 2020. Nestas eleições, o horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos.

Com as novas medidas diante da pandemia do coronavírus, preparamos um guia com tudo que você precisa saber para votar nas eleições 2020.

O que muda nas eleições 2020?

Muitas mudanças foram feitas pela Justiça Eleitoral para os candidatos a prefeito e vereador durante o período eleitoral de 2020. Além disso, os eleitores também terão de se adaptar às novas normas para os dias de votação, como a abertura antecipada das seções eleitorais e as regras de higiene que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  


Como justificar o voto nas eleições 2020?

Os eleitores poderão optar por justificar o voto de três formas: 
  • No dia das eleições: o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 7h às 17h. O eleitor deverá ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

  • Depois das eleições: preenchendo o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento ao eleitor em até 60 dias após a votação.

  • A justificativa também poderá ser feita pelo celular no aplicativo e-Título.

Eleições 2020 em Belo Horizonte

Na capital mineira, 15 candidatos disputam as eleições para prefeito. Conheça quem são os candidatos e o perfil de cada na corrida rumo à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Já para vereador, Belo Horizonte conta com mais de 1,5 mil candidatos. Alguns apostaram em apelidos e codinomes bem inusitados para conseguir votos.



Para acompanhar a cobertura completa das eleições em BH, acesse nosso especial

Para saber mais sobre as Eleições 2020 em Minas Gerais, leia também a cobertura completa das eleições na Grande BH e nas regiões Centro-OesteLesteNorteSul de MinasTriângulo Mineiro e Zona da Mata.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade