Publicidade

Estado de Minas

Governo de Minas sinaliza escala para 13º da segurança; categoria mantém manifestação

Mesmo com reunião de mais de três horas, corporações farão um ato na Cidade Administrativa


postado em 19/08/2019 14:50 / atualizado em 19/08/2019 15:38

Manifestação na Cidade Administrativa está marcada para quinta-feira(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A. Press)
Manifestação na Cidade Administrativa está marcada para quinta-feira (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A. Press)
Para pressionar o governo de Minas Gerais a pagar o 13º salário deste ano e melhorar a escala de pagamento, os profissionais da segurança pública vão fazer uma manifestação na quinta-feira na Cidade Administrativa. O ato já vinha sendo programado e foi mantido mesmo após uma reunião na manhã desta segunda-feira com membros do Executivo, em que a gestão sinalizou a escala de pagamento do benefício.

Os representantes das forças de segurança pública se reuniram por mais de três horas com os secretários de Planejamento e Gestão Otto Levy e de Governo, Custódio Mattos. Além dos comandantes-gerais da Polícia Militar, cel. Giovanne Gomes da Silva, do Corpo de Bombeiros, cel. Edgard Estevo da Silva, e o chefe da Polícia Civil, Wagner Pinto.

Em um primeiro encontro na semana passada, no qual anunciaram a intenção de fazer manifestação na Cidade Administrativa na quinta-feira, os dois haviam se comprometido a discutir com o governador Romeu Zema (Novo) uma resposta sobre o pagamento do 13º salário deste ano e sobre a volta do pagamento do salário no quinto dia útil.

Conforme apurou o Estado de Minas, o encontro desta segunda-feira com os secretários de governo foi favorável “em partes”. Algumas demandas dos agentes foram atendidas por Zema, mas outras não. A inconsistência culminou na manutenção do protesto, marcado para quinta-feira.

Na reunião, os secretários afirmaram para os representantes dos sindicatos da segurança que o governo de Minas vai pagar pelo menos uma parcela do 13º de 2019 para a categoria ainda neste ano, no dia 21 de dezembro. A melhoria da forma das condições de pagamento vai depender de o estado conseguir novas fontes de recurso. As demais parcelas seriam quitadas nos dias 21 dos meses de janeirofevereiro

Ainda de acordo com fontes que participaram da conversa, o governo também se comprometeu a pagar o salário de dezembro para as forças de segurança integralmente no dia 10. Em janeiro, essa data passaria para o dia 7. Ainda segundo fontes, o governo sinalizou com a volta do pagamento no quinto dia útil a partir de abril.
 
Desde o governo passado, os profissionais da segurança pública recebem em escala de pagamento diferente das demais categorias. A primeira parcela do salário deles é de R$ 3 mil. Já para a maior parte do funcionalismo são R$ 2 mil.

No início deste ano, após fazerem manifestação na cidade administrativa, os policiais e demais profissionais da segurança conseguiram ter a escala do décimo terceiro pendente de 2018 abreviada. Eles tiveram o benefício quitado em maio

Os órgãos de segurança pública envolvidos na reunião se manifestaram oficialmente por meio de nota conjunta.

Leia a íntegra da nota:


"Dando prosseguimento à pauta de reivindicação dos profissionais da Segurança Pública, reuniram-se, nesta segunda-feira (19/08), na Cidade Administrativa, os parlamentares estaduais e federais e presidentes de entidades representativas da classe. Representando o Governo Estadual, estiveram presentes os secretários de Estado de Planejamento e Gestão e de Governo, Otto Levy e Custódio Mattos e, ainda, os Comandantes-gerais da PMMG, CBMMG e Chefe da Polícia Civil, Cel Giovanne Gomes da Silva, Cel Edgard Estevo da Silva e Wagner Pinto.

Foram cobradas respostas sobre a recomposição das perdas inflacionárias, a retomada do pagamento no 5º dia útil, o pagamento integral do 13º em dezembro de 2019 e o pagamento das férias prêmio e ajuda de custo.

O Governo do Estado se comprometeu, independentemente de qualquer condição, a cumprir o seguinte cronograma: 
- salários de novembro pago integralmente no 10º dia útil de dezembro de 2019;
- salários de janeiro, fevereiro e março de 2020 serão pagos no 7º dia útil de cada mês;
- a partir de abril o retorno dos pagamentos ao 5º dia útil; 
- 13º de 2019 pago em três parcelas iguais no dia 21 de dezembro, janeiro e fevereiro.

O Governo informou, ainda, que está realizando uma operação financeira e que, sendo concretizada, vai permitir pagar no 5º dia útil de dezembro o salário integral de novembro e pagar 13º de 2019 integral, no dia 21 de dezembro.

Com relação às perdas inflacionárias, o Governo comprometeu-se a continuar a discussão e marcou nova agenda para o dia 16 de setembro, às 14 horas.

Os deputados e entidades de classe reafirmam a mobilização da categoria para o grande ato público do dia 22 de agosto, às 14h na Cidade Administrativa". 


Publicidade