Publicidade

Estado de Minas

PCdoB confirma Jô Moraes como candidata a vice na chapa de Pimentel em Minas

Coligação para reeleição do petista ainda conta PR e PSDC


postado em 06/08/2018 20:46 / atualizado em 06/08/2018 21:21

Reunião da direção estadual do PCdoB, em Belo Horizonte, confirmou Jô Moraes como candidata ao governo de Minas como vice de Fernando Pimentel (PT)(foto: Divulgação/PCdoB)
Reunião da direção estadual do PCdoB, em Belo Horizonte, confirmou Jô Moraes como candidata ao governo de Minas como vice de Fernando Pimentel (PT) (foto: Divulgação/PCdoB)
A deputada federal Jô Moraes (PCdoB) será a candidata a vice-governadora na chapa encabeçada por Fernando Pimentel (PT), que tenta a reeleição. Após convite do atual governador, na tarde desta segunda-feira, a direção do PCdoB se reuniu, em Belo Horizonte e aprovou a candidatura da coligação.

Os outros candidatos ao governo de Minas, anunciados oficialmente até o momento, são Antonio Anastasia (PSDB), Romeu Zema (Partido Novo), Marcio Lacerda (PSB), João Batista Mares Guia (Rede), Dirlene Marques (PSOL) e Alexandre Flach (PCO).

Ex-prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda ainda tenta na Justiça Eleitoral conseguir concretizar a candidatura, já que a direção nacional da legenda anulou a convenção que aprovou o nome dele para a disputa do Palácio da Liberdade. Ala do PSB contrária ao lançamento da candidatura de Lacerda também negocia participação na aliança com o petista.

“Evidente que a consciência que tenho neste momento é de crescimento de grande responsabilidade. A delicadeza em que se vive neste país uma desconstrução da nação com a política do (Michel) Temer, dos direitos sociais, que se expressam nos dados mais concretos da vida do povo, é o que me leva a saber que é o maior desafio da minha história”, comentou Jô Moraes.

“Minas vai mostrar ao Brasil que, mais uma vez, vai lutar contra a lógica liberal que está sendo implantada. Estamos vivendo um drama que nunca imaginei, com 350 mil auxílios previdência anulados pelo (Michel) Temer. São trabalhadores que tiveram anulados licença e aposentadoria por invalidez e o Temer está destruindo”, enfatizou a candidata ao governo.

A costura política foi iniciada ainda no domingo quando, em convenção, o PT deixou em aberto quem seria o vice. Jô Moraes já havia tido o nome aprovado pelo PCdoB para disputar o senado. Com a decisão desta segunda, no entanto, a deputada concorre juntamente com Fernando Pimentel ao governo estadual. A coligação terá ainda a participação do PR e PSDC.

“A direção do partido, respeitando o que foi estabelecido na convenção eleitoral, no último sábado, que atribuiu a direção novos ajustes na nossa tática eleitoral, nós após muita conversa, decidimos aceitar o convite feito ao PCdoB, especialmente feito à deputada federal Jô Moraes, para integrar a chapa majoritária da reeleição do governador Fernando Pimentel, tendo como candidata a vice a deputada Jô Moraes”, afirmou o deputado federal Wadson Ribeiro, presidente do PCdoB em Minas Gerais.

A coligação ainda decidirá mais um nome na disputa ao Senado. Até o momento, a chapa tem Dilma Rousseff para uma das duas vagas. A outra deverá ser anunciada nos próximos dias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade