Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO NO BRASIL

Ministro reduz quase pela metade previsão de vacinas para abril

Marcelo Queiroga afirmou que previsão foi alterada e que 53% das doses inicialmente planejadas pelo governo serão repassadas aos municípios


31/03/2021 22:24 - atualizado 31/03/2021 22:43

Ministério da Saúde deve distribuir 25,5 milhões de doses de vacinas em abril(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Ministério da Saúde deve distribuir 25,5 milhões de doses de vacinas em abril (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
O Ministério da Saúde estima entregar, no mês de abril, 25,5 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19. O número é 47% menor que o prometido inicialmente, em março, quando o governo federal anunciou que tinha a previsão de receber 47,3 milhões de doses para repassar aos municípios no próximo mês.

A informação é do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. De acordo com ele, o Instituto Butantan, que produz a CoronaVac, e a Fundação Oswaldo Cruz, que entrega doses desenvolvidas pela Universidade de Oxford, em parceria com o laboratório AstraZeneca, vão entregar os imunizantes com atraso no próximo mês.

"Em relação a vacinas, em abril, previsão de 25,5 milhões de doses. Há atrasos na entrega das duas principais indústrias nacionais, Butantan e Fiocruz, há questão da vacina indiana, que a Anvisa ontem suspendeu a planta", disse Queiroga.

Nessa terça-feira (30/03), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou a certificação de boas práticas à Bharat Biotech, que fabrica a Covaxin. De acordo com o órgão, pelo menos 14 itens foram reprovados durante vistoria na fábrica, como questões sanitárias e de controle de qualidade e segurança ao produzir as doses.

Já nesta quarta, a Anvisa negou a importação de 20 milhões de doses da Covaxin. A agência não está 100% segura sobre a eficácia e a segurança que as doses podem proporcionar. No entanto, o Ministério da Saúde pode apresentar novas informações e fazer um novo pedido de liberação.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.


transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia
  • Em casos graves, as vítimas apresentam:
  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
  • Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade