Publicidade

Estado de Minas VACINA

COVID-19: Austrália aumenta restrições para vacina da AstraZeneca

Governo do país segue preocupado com os possíveis coágulos sanguíneos, e informou que o imunizante da Pfizer é agora 'a vacina preferencial'


17/06/2021 05:57 - atualizado 17/06/2021 09:18

(foto: AFP / OLI SCARFF)
(foto: AFP / OLI SCARFF)
A Austrália recomendou nesta quinta-feira (17/6) que a vacina antiCOVID da AstraZeneca seja aplicada apenas em pessoas com mais de 60 anos, um revés para a lenta campanha de vacinação no país.

O ministro da Saúde, Greg Hunt, afirmou que devido aos temores por possíveis coágulos sanguíneos, o imunizante da Pfizer é agora "a vacina preferencial" para as pessoas com menos de 60 anos.

As autoridades australianas já haviam anunciado em abril restrições ao fármaco da AstraZeneca, com a aplicação apenas em pessoas com mais de 50 anos.

A nova recomendação foi divulgada depois que uma mulher de 52 anos morreu por um problema de coagulação sanguínea após receber a vacina.

Hunt admitiu que a medida representa um "desafio" para a campanha de vacinação do país, que avança de maneira lenta. Até o momento, apenas 3% dos 25 milhões de habitantes da Austrália estão completamente vacinados.

O país investiu muito na vacina da AstraZeneca e tem instalações para produzir localmente 50 milhões de doses.

Conseguir os outros imunizantes é mais difícil e já aconteceram vários atrasos. O cenário levou o governo a abandonar a meta de vacinar todos os adultos até setembro.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação

Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.


Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade