UAI
Publicidade

Estado de Minas OBRIGATORIEDADE

Kalil sobre fim de máscaras em locais abertos: 'Aconselho todos a manter'

Prefeito diz que continua aconselhando as pessoas a manter o acessório para se prevenir da COVID-19


03/03/2022 18:37 - atualizado 03/03/2022 18:55

Kalil em entrevista
Kalil diz que continuará orientando a população a usar máscaras (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
 
O prefeito Alexandre Kalil (PSD) anunciou, nesta quinta-feira (3/3), o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em espaços públicos de Belo Horizonte, mas disse continuará defendendo o acessório. 

“Vai do bom senso de cada um. Eu aconselho a manter as máscaras”, afirmou Kalil, que disse ter feito uma viagem recentemente ao Rio de Janeiro durante três dias, na qual caminhou nas ruas sem máscaras.

Leia: Kalil: máscaras não serão mais obrigatórias em BH nos lugares abertos
 
A medida ocorre depois de ele se reunir com integrantes do Comitê de Enfrentamento ao coronavírus, composto pelo secretário Jackson Machado e pelos infectologistas Unaí Tupinambás, Estevão Urbano e Carlos Starling.

O prefeito disse que ainda precisa definir se o fim da obrigatoriedade pode ser oficializado por meio de lei ou decreto. “O comitê falou que pode tirar. Se for lei, vamos mandar para a Câmara... Mas não é tirar a máscara em Belo Horizonte. É somente em lugares abertos”.
 
"O que está acontecendo é que os números estão caindo. Os números estão cada vez melhores. O comitê se reúne não é só para fazer o desconforto da máscara, fechar comércio, fechar Mineirão ou carnaval. Eles se reúnem para abrir um pouco. Agora, é um hábito que acho difícil que a gente vai perder. Não quer dizer que sou ou não obrigado", acrescentou. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade