UAI
Publicidade

Estado de Minas TENSÃO APÓS TRAGÉDIA EM 2021

Santa Maria de Itabira volta a sofrer com alagamentos depois de forte chuva

Menos de um ano após ser destruída por fortes chuvas, que causaram seis mortes, cidade mineira volta a registrar alagamentos no primeiro dia de 2022


01/01/2022 23:24 - atualizado 02/01/2022 00:38

Alagamentos em Santa Maria de Itabira após fortes chuvas
Bairros foram alagados pela chuva desta noite (foto: Reprodução/Redes sociais)
Menos de um ano após ser devastada por fortes chuvas que causaram seis mortes e deixaram dezenas desalojados, Santa Maria de Itabira, na Região Central de Minas Gerais, voltou a alagar neste sábado (1º/1). As autoridades ainda contabilizam os prejuízos, mas a informação preliminar é de que a gravidade é mais amena à do ano passado, sem registro de óbitos.

 

LEIA TAMBÉM: Fotos revelam dimensão do desastre da tempestade na cidade em 2021 

 

Diogo Oliveira, secretário de Administração, disse à reportagem do Estado de Minas que a rede pluvial não suportou o volume de água desta noite. "Os córregos que desaguam no Rio Girau encheram e causaram transtornos momentâneos. Estamos em alerta, mas a situação de momento é controlada", disse.

 

 



O vice-prefeito André Torres (Republicanos) explicou que uma forte chuva caiu entre 21h30 e 23h. "Nós tínhamos alerta para chuvas de 10 milímetros. Mas não choveu menos de 50 milímetros em uma hora. Muitas ruas foram alagadas", disse.

 

LEIA TAMBÉM: Isolamento aprofunda drama após enchentes em Santa Maria de Itabira em 2021

 

Entre os bairros atingidos, estão: Poção, Conselho, Centro. Lambari, Vidade Nova e Comunidade Quilombola do Barro Preto.

 

 


"A Defesa Civil está fazendo os levantamentos. Sabemos que a água entrou em algumas casas. Mas não tivemos registros de deslizamentos", afirmou o vice-prefeito.

 

 

 

LEIA TAMBÉM: Santa Maria de Itabira: temporal deixa rastro de destruição pela cidade em 2021 

 

Jair Lino de Carvalho Lage, vereador conhecido como "Jair da Saúde" (Cidadania), classificou a chuva como atípica. "Mas com menor intensidade do que a chuva do ano passado. Dessa vez a inundação foi causada por enxurrada vinda das colinas". 
 
 

Memória 


Em 21 de fevereiro de 2021, Santa Maria de Itabira ficou sob as águas. Ruas obstruídas, pontes condenadas, carros arrastados, casas inundadas e quase todas as construções atingidas. A tempestade matou seis pessoas. 

O município é contido pelo vale do Rio Girau, um curso de água que corre entre morros íngremes. No ano passado, as chuvas constantes causaram deslizamentos sobre casas e quintais. Com isso, o rio transbordou e engoliu as moradias que ficavam próximas.

Apenas uma das quatro pontes principais que ligam as duas metades do município ficaram em condições de uso. Uma delas foi destruída e outras duas foram interditadas por risco de colapso das estruturas.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade