UAI
Publicidade

Estado de Minas NA CONTRAMÃO

Festas de fim de ano são mantidas em Seritinga, apesar de variante

Município no Sul de Minas divulgou programação para festejar aniversário da cidade e virada do ano; evento vai exigir 'passaporte' da vacina contra a COVID-19


08/12/2021 14:20 - atualizado 08/12/2021 14:55

Vista geral de Seritinga, no Sul de Minas
Seritinga vai comemorar aniversário com shows gratuitos (foto: Ascom/divulgação)

Na contramão de outros municípios de Minas e do país, que decidiram suspender festas como o ano novo e o carnaval, a Prefeitura de Seritinga, no Sul de Minas, decidiu manter as festividades de fim de ano para comemorar os 59 anos da cidade, no dia 30 de dezembro. O município tem cerca de 2 mil habitantes e não possui leitos de UTI para tratamento de pacientes infectados com o novo coornavírus..
 
De acordo com a prefeitura, Seritinga vai festejar o aniversário com shows gratuitos, que vão emendar com o réveillon na cidade.
 
“As festividades estão mantidas até o presente momento, seguindo o programa Minas Consciente, programa este que se encontra na modalidade Onda Verde, onde as medidas estão mais flexíveis. Mas estamos de olho na situação de novos números de casos, números de vagas de UTI na região, e a situação da nova variante Omicrom, tendo aumento em números de casos o evento será cancelado”, disse o prefeito Marco Antônio Mansur Moreira.
 
A programação divulgada pela prefeitura mostra que os eventos vão ocorrer no parque de exposições da cidade. No dia 30 de dezembro, a população vai curtir a apresentação da Orquestra Paulistana de Viola Caipira às 20h e, na sequência, o show da dupla Lucas Reis e Thacio. Já na virada de ano, a festa fica por conta da Banda Mídia.
 
“Não temos expectativa de público, mas a administração espera cerca de 2.500 pessoas”, ressalta a prefeitura.
 
O cartão de vacina contra a COVID-19 e o uso de máscara serão exigidos. Além disso, o público terá a temperatura aferida na entrada do evento.
 
Sertitinga tem quase 2 mil habitantes e faz parte da regional de Varginha, que fica a pouco mais de 160 quilômetros. Ainda de acordo com a prefeitura, a cidade não possui leitos de UTI e nem de enfermaria para tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus. O hospital mais próximo que oferece atendimento é o de Aiuruoca, cerca de 30 quilômetros.
 
A cidade soma 127 casos confirmados da doença, dois óbitos registrados e como consta no boletim epidemiológico, não há nenhum caso ativo no momento. Seritinga vacinou 1.683 pessoas com a primeira dose, 1.643 com a segunda e 291 moradores já tomaram a dose reforço.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade