UAI
Publicidade

Estado de Minas RESTRIÇÃO

Mais 16 cidades de Minas devem cancelar festas de réveillon e carnaval

Associação dos Municípios da Microrregião da Baixa Mogiana abrange 16 cidades do Sudoeste de Minas; cada prefeitura vai fazer o seu decreto municipal


06/12/2021 17:46 - atualizado 06/12/2021 18:11

Vista aérea de Guranésia
Guaranésia cancelou as festividades públicas mas vai analisar eventos particulares (foto: Ascom/divulgação)
As festividades públicas e particulares de réveillon e carnaval devem ser canceladas no Sudoeste de Minas. A decisão partiu de uma recomendação da Associação dos Municípios da Microrregião da Baixa Mogiana (Amog), que abrange 16 municípios, para combater o avanço do novo coronavírus.
 
A reunião aconteceu de forma on-line nesta segunda-feira (6/12) com os 16 prefeitos das cidades que compõe a Amog. O tema discutido foi o cancelamento das festividades públicas e particulares de réveillon e carnaval no Sudoeste de Minas como forma de prevenção ao avanço da COVID-19.
 
“Na verdade, foi uma recomendação. A Amog não tem como obrigar os prefeitos. Cada um tem a sua liberdade de tomar a decisão. Mas, geralmente, as decisões aqui da nossa região têm sido tomadas em conjunto para evitar que os munícipes migrem para outras cidades”, destaca Marco Antônio Godoy,  gerente da Amog.
 
De acordo com a entidade, todos os prefeitos concordaram com a recomendação. Em nota divulgada pela Amog, shows particulares também não devem acontecer.
“De nada ia adiantar as prefeituras cancelarem o carnaval, mas os blocos particulares realizarem as festas. Isso ficou restrito a festas com venda de ingresso. Não é o momento de baixar a guarda e perder tudo que já conseguimos”, explica.
 
Já os estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes, podem funcionar desde que sigam os protocolos sanitários, mantenham o distanciamento, o uso de máscara e o uso de álcool em gel.
 
A partir de agora, cada prefeito vai fazer o seu decreto municipal com as regras previstas para as cidades. “A Amog soltou essa nota recomendando o cancelamento dos eventos públicos e privados. Aqui, em Guaranésia, vamos usar as restrições sanitárias, mas não vamos caçar os alvarás de evento. Cada caso será analisado. As festividades públicas já foram canceladas. É essa posição por enquanto”, ressalta Ismael da Silva Santos, secretario de Cultura, Esporte e Turismo de Guaranésia.
 
A assessoria de imprensa da Prefeitura de Guaxupé informou que os detalhes serão repassados nesta quarta-feira (8/12). Os demais municípios ainda não divulgaram mais informações.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade