UAI
Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Não era amor: Encontro discute relacionamento abusivo; veja como participar

Promovido pelo projeto Não Era Amor, encontro será realizado na quinta-feira (25/11), na Savassi, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Confira a programação


22/11/2021 14:05 - atualizado 22/11/2021 14:19

Imagem de uma ilustração em que um homem manipula uma mulher
A data foi marcada para o dia internacional do combate à violência contra a mulher (foto: Não Era Amor/ reprodução )
Culpa, confusão mental, esperança de mudança… Essas são algumas características de um relacionamento abusivo. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), uma em cada três mulheres será vítima de violência ao longo da vida.  Esse problema atinge vários âmbitos, incluindo trabalho e carreira. São inúmeros dias de trabalho perdidos, impactos no desempenho, produtividade e carreira das mulheres. 

Pensando nisso, o projeto Não Era Amor (@naoeramor_) vai reunir mulheres para debater o tema. O encontro contará com uma palestra sobre "Relacionamento abusivo: da morte do corpo emocional à morte do corpo físico".

Leia também: Saiba o que muda após violência psicológica se tornar crime contra mulher

O público alvo são pessoas que estão ou saíram de relacionamentos abusivos, que queiram ajudar uma pessoa querida que esteja passando por isso, profissionais que atuam com a temática, e empresas que buscam entender o impacto de relacionamentos abusivos em suas colaboradoras.

Entre as temáticas abordadas estão características do relacionamento abusivo e seus impactos, variáveis emocionais, comportamentais, culturais, estudos de casos e pesquisas sobre relacionamentos abusivos, e como ajudar.

Vale lembrar que a violência psicológica contra a mulher agora é crime. O governo federal sancionou uma lei que inclui a prática no Código Penal e publicou o ato no  Diário Oficial da União (DOU) em julho. 



A data foi marcada para o dia internacional do combate à violência contra a mulher. O encontro ocorrerá ne quinta-feira (25/11), das 18h30 às 21h30, na Avenida Getúlio Vargas, 1492, Savassi, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

As vagas são limitadas a 50 pessoas e os ingressos podem ser adquiridos pela Sympla pelo valor de R$30. Além disso, há a opção de adquirir o ingresso por R$45 e ajuda a levar ao evento uma mulher que não pode pagar. Esse evento não tem fins lucrativos.

Se a pessoa ainda gostaria de ir e não pode adquirir seu ingresso, é possível entrar em contato pelo e-mail: contato@naoeramor.com.br

Para participar do encontro será exigido certificado da vacina (cartão de vacina ou app Conecte SUS), uso de máscara e teremos álcool em gel no espaço.

Confira a programação:


18h30: Boas-vindas com cafezinho e encomenda das camisetas
 19h10: Abertura do evento
19h15: Palestra com Pollyanna Abreu
 20h30: Debate com a presença do time Não Era Amor
 21h15: Sorteio do Livro "Os Homens explicam tudo para mim", da Rebecca Solnit
 21h30: Encerramento do evento e despedidas


Serviço


Dia: 25/11
Horário: das 18h30 às 21h30
Local: Impact Hub BH - Av. Getúlio Vargas, 1492 - 2º andar - Savassi, Belo Horizonte Venda de ingressos pelo site*: https://www.sympla.com.br/encontro-nao-era-amor-em-bh__1395504
*Se a pessoa ainda gostaria de ir e não pode adquirir seu ingresso, é possível entrar em contato pelo e-mail: contato@naoeramor.com.br

O que é relacionamento abusivo?

Os relacionamentos abusivos contra as mulheres ocorrem quando há discrepância no poder de um em relação ao outro. Eles não surgem do nada e, mesmo que as violências não se apresentem de forma clara, os abusos estão ali, presentes desde o início. É preciso esclarecer que a relação abusiva não começa com violências explícitas, como ameaças e agressões físicas.

A violência doméstica é um problema social e de saúde pública e, que quando se fala de comportamento, a raiz do problema está na socialização. Entenda o que é relacionamento abusivo e como sair dele.

Leia também:
 Cidade feminista: mulheres relatam violência imposta pelos espaços urbanos

Como denunciar violência contra mulheres?

  • Ligue 180 para ajudar vítimas de abusos.
  • Em casos de emergência, ligue 190.

O que é violência física?

  • Espancar
  • Atirar objetos, sacudir e apertar os braços
  • Estrangular ou sufocar
  • Provocar lesões

O que é violência psicológica?

  • Ameaçar
  • Constranger
  • Humilhar
  • Manipular
  • Proibir de estudar, viajar ou falar com amigos e parentes
  • Vigilância constante
  • Chantagear
  • Ridicularizar
  • Distorcer e omitir fatos para deixar a mulher em dúvida sobre sanidade (Gaslighting)

O que é violência sexual?

  • Estupro
  • Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto 
  • Impedir o uso de métodos contraceptivos ou forçar a mulher a abortar
  • Limitar ou anular o exercício dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher

O que é violência patrimonial?

  • Controlar o dinheiro
  • Deixar de pagar pensão
  • Destruir documentos pessoais
  • Privar de bens, valores ou recursos econômicos
  • Causar danos propositais a objetos da mulher

O que é violência moral?

  • Acusar de traição
  • Emitir juízos morais sobre conduta
  • Fazer críticas mentirosas
  • Expor a vida íntima
  • Rebaixar por meio de xingamentos que incidem sobre a sua índole

Leia mais:


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade