UAI
Publicidade

Estado de Minas Alto Paranaíba

Patos de Minas adia obrigação de aula presencial em escolas municipais

Retorno estava previsto para esta quarta-feira (3/11), mas foi adiado para segunda-feira (8/11)


03/11/2021 12:31 - atualizado 03/11/2021 12:41

Salas de aulas poderão ter 100% de ocupação. Máscara continua obrigatória
Salas de aulas poderão ter 100% de ocupação. Máscara continua obrigatória (foto: Gil Leonardi / Imprensa MG)
A Secretaria de Educação de Patos de Minas, em decisão conjunta com diretores, decidiu adiar a obrigatoriedade do retorno de aulas presenciais nas escolas da rede municipal. A justificativa é que muitas mesas e cadeiras foram retiradas das salas para cumprir o distanciamento do protocolo anterior. Desta maneira, as unidades não tiveram tempo suficiente de readequar os ambientes até esta quarta-feira (3/11).

Ficou definido que o retorno obrigatório acontecerá na próxima segunda-feira (8/11). Salienta-se que a medida é exclusiva para as escolas municipais. As unidades da rede estadual retornaram nesta quarta-feira (3/11).

CMEIS


Os centros de educação infantil voltam às aulas e, no geral, de forma integral. As unidades estão em contato com as famílias, e os pais podem procurar os próprios CMEIS em caso de dúvidas.

Regras do Retorno

O adiamento da obrigatoriedade dividiu opiniões. Alguns aprovaram a decisão do governo municipal de seguir a determinação estadual, enquanto outros reprovaram, alegando risco para a saúde dos estudantes.

Confira as principais regras do retorno presencial obrigatório na rede municipal:

1 - Somente estudantes com comorbidades, que o coloquem em vulnerabilidade, poderão permanecer no ensino remoto. É obrigatório a apresentação de um atestado/laudo médico. Ele deve ser entregue na escola;

2 - As aulas presenciais serão transmitidas pela internet nas turmas onde haja alunos em regime domiciliar (grupo de risco);

3 - O município seguirá o protocolo do governo estadual e desta forma as salas terão 100% da capacidade e sem distanciamento mínimo;

4 - Nos refeitórios haverá distanciamento mínimo, já que na hora de alimentar o aluno retira a máscara, o que aumenta as chances de contágio;

5 - A máscara e a higienização serão obrigatórias. Os funcionários já estão preparados para orientar os estudantes;

6 - O aluno que testar positivo para COVID-19 será afastado por 10 dias. Quem tiver tido contato com ele também ficará de quarentena. Em caso de dois ou mais alunos em afastamento, as aulas presenciais da turma serão suspensas por 7 dias;

7 - O uniforme escolar não será obrigatório. O estudante poderá frequentar usando calça jeans ou bermuda (exceto short) e camiseta;

8 - Não há necessidade de comprar material escolar. Será obrigatório apenas lápis, caneta, borracha e caderno, ou seja, itens usados nas aulas remotas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade