UAI
Publicidade

Estado de Minas 'CONDIÇÕES DESUMANAS'

Unidade de saúde em Minas que atende 80 todos os dias tem lixo e mofo

Situação no PSF São Francisco em Passos, no Sul de Minas, gerou um ultimato à prefeitura: tem até o fim do mês para sanar os problemas ou sair do edifício


19/10/2021 17:07 - atualizado 19/10/2021 17:46

Sujeira dentro de acomodações onde funciona PSF em Passos
Lixo espalhado pelos quatro cantos, sujeira e mau cheiro são características do prédio (foto: Nathalia Araújo/Folha da Manhã)
Mau cheiro, lixo espalhado, tetos com mofo, falta de portas, apenas um banheiro já que o outro está estragado... Essa é a situação do prédio onde cerca de 80 pessoas são atendidas todos os dias pelo PSF (Programa de Saúde da Família) do Bairro São Francisco, em Passos. Por causa desse cenário, a prefeitura da cidade do Sul de Minas recebeu um ultimato: tem até o fim do mês para se mudar do edifício - ou corrigir os problemas.
 
“Quando chegamos ao PSF São Francisco ficamos impressionados de ver as condições desumanas. Mau cheiro, lixo, as paredes descascadas... Sem condições mesmo! daí chamamos a Vigilância Sanitária Municipal (Visam)”, afirma o vereador Francisco Sena, responsável, ao lado de outros quatro parlamentares, por visitar a estrutura.

O PSF São Francisco (Av. Arlindo Figueiredo, 931) funciona hoje em um imóvel cedido pela Secretaria Municipal de Educação à Secretaria Municipal de Saúde. O local possui atualmente sete salas e uma recepção. 
  
cartaz sinaliza banheiro estragado em prédio de PSF em Passos
Com um banheiro estragado, homens e mulheres compartilham o que está funcionando (foto: Nathalia Araújo/Folha da Manhã)
 
 
A chefe da Divisão de Vigilância Sanitária, Luciana de Medeiros Castro Ladeira, informou que a prefeitura receberá um ultimato: a partir de sexta-feira (22/10), quando planeja finalizar um relatório e notificar a gestão, a administração municipal terá um prazo de sete dias para fazer a adequação do local ou se mudar da estrutura. A reportagem apurou que apenas a segunda opção é exequível.
 

Chuvas foram a vilã

 
Procurada, a Prefeitura de Passos afirmou que o imóvel teve danos resultantes das chuvas e admitiu que as condições, de fato, não são as ideias. Como o PSF São Francisco acompanha cerca de 4 mil pessoas, a estrutura não pode ser interditada imediatamente.
 
A gestão municipal disse que finaliza a fase de projetos para que a estrutura seja reformada. Enquanto a obra não é finalizada, o município vai alugar um novo imóvel para que a população da região continue sendo assistida.
 
lixo acumulado na área em que funciona PSF em Passos
Moradores em situação de rua ficam no prédio à noite (foto: Nathalia Araújo/Folha da Manhã)
 
 

Além da estrutura física...

 
Os vereadores identificaram também problemas na estrutura pessoal. “Nessas fiscalizações, outros problemas foram encontrados: não tem ginecologista em nenhum PSF; psicólogo atende uma vez só por semana; muitas pessoas ficam um mês esperando consulta; exames de sangue parados desde março; e o ultrassom demora meses, se o paciente for esperar o bebê já nasceu”, contabiliza Sena.
 
Os parlamentares planejam visitar todos os 27 PSF's de Passos nos próximos dias. Além do São Francisco, visitado nessa segunda-feira (18/10), eles já viram de perto a estrutura do programa do Bairro Coimbras, onde tudo está funcionando, segundo os próprios, com perfeição.
 
Além de Sena, participam das visitas os vereadores Aline Gomes Macedo , Luis Carlos do Souto Júnior (Dentinho), Plínio Costa de Andrade e Edmilson Amparado.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade