UAI
Publicidade

Estado de Minas CRISE HÍDRICA

Moradores de bairros no Triângulo sofrem com falta de água há cinco dias

Além disso, a partir desta sexta-feira (1º/10), esses moradores, juntamente com o restante da cidade, vão entrar em rodízio de abastecimento até o dia 8/10


30/09/2021 18:08 - atualizado 30/09/2021 18:32

pardal bebe água em torneira
Abastecimento de água em parte de bairros de Frutal está suspenso há cinco dias (foto: Foto ilustrativa - suju-foto/Pixabay)
Não bastassem as preocupações referentes à pandemia da COVID-19, moradores de  Frutal, no Triângulo Mineiro , são obrigados a conviver com a total falta de água há quase uma semana. Estão sendo afetados residentes dos bairros Eldorado e Residencial Francisco Moron, mas todo o município enfrentará um rodízio de abastecimento, por sete dias, a partir desta sexta-feira (1º/10).
 
De acordo com relatos de moradores da parte mais alta do bairro Residencial Moron, há cinco dias não sai gota alguma de água das torneiras. Por outro lado, na parte mais baixa do bairro tem chegado água.
 
“A gente aqui da parte mais alta do Moron está sem água desde domingo. Não temos mais água na caixa e não temos água para nada. A gente está tendo que comprar água para beber e fazer comida. A gente está em pandemia e não está tendo como nos higienizar”, lamentou uma moradora do bairro em áudio enviado para a Rádio 97 FM.
 
Outra residente do bairro disse que está desesperada, já que tem duas crianças pequenas. “Muitas pessoas aqui do Residencial Moron estão indo para a casa de parentes, mas e eu que não tenho parentes em Frutal. Como que fica minha situação”, questionou.
 
Já sem água, esses moradores ainda terão que fazer parte de rodízio de abastecimento até a sexta-feira (8/10) da semana seguinte.
 
A Copasa informou para a Rádio 97 FM que resolveria a situação da falta de água em parte dos dois bairros na última terça-feira (28/9), mas o problema, até a manhã de hoje (30/9), ainda estava presente nestes locais.
 

Copasa informa rodízio de sete dias

 
Segundo nota da Copasa, nos últimos dias foi registrada uma redução drástica do volume de água normalmente captado pela empresa no manancial utilizado para o abastecimento do município de Frutal.
 
“A situação é causada pelo prolongado período de estiagem na bacia hidrográfica do Ribeirão Frutal. Sendo assim, a Copasa adotará o rodízio em toda a cidade, inclusive nas partes mais altas”, diz nota da companhia.
 
Confira o cronograma completo do rodízio  AQUI .


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade