Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Em cinco anos, número de assassinatos em Belo Horizonte cai mais de 50%

Estudo identificou uma queda de 51% nos assassinatos em Belo Horizonte, entre 2014 e 2019; em Betim, o número de homicídios caiu 60%


20/07/2021 14:56 - atualizado 20/07/2021 15:55

Número de homicídios em Belo Horizonte caiu de 849 para 416 entre 2014 e 2015(foto: Flick/Reprodução )
Número de homicídios em Belo Horizonte caiu de 849 para 416 entre 2014 e 2015 (foto: Flick/Reprodução )
Um levantamento realizado a partir do cruzamento de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicou redução significativa no total de mortes violentas nas cidades mineiras. O estudo identificou uma queda de 51% nos assassinatos em Belo Horizonte. Em Betim, o número de homicídios caiu 60%.

O mapeamento foi realizado pela Azos, startup com sede em Belo Horizonte, que comercializa produtos de seguro de vida de forma digital. Para aferir os dados, a empresa criou uma calculadora que consegue estimar a expectativa de vida dos brasileiros ao cruzar informações do Censo - como idade, sexo e profissão - com a base histórica de mortes da população. 
 

Redução de homicídios em Minas Gerais

 
De acordo com o levantamento, o número de homicídios em Belo Horizonte reduziu de 849 para 416 em cinco anos. O indicativo se refere ao período de 2014 a 2019. Quanto à representatividade no total de mortes, a taxa passou de 4% para 2%.

Em Betim, Região Metropolitana de Belo Horizonte, os números caíram de 246 para 98, no mesmo período de tempo. A taxa referente ao total de mortes também diminuiu, caindo de 5% para 2%. 

Segundo a Azoz, no caso da capital mineira, pesquisadores avaliam que a revitalização urbana, a legalização de posse dos terrenos e domicílios em áreas vulneráveis tiveram impacto positivo na redução dos números. Além disso, a empresa acredita que a melhoria na infraestrutura e no acesso a outras políticas urbanas e sociais permitiu a diminuição na taxa de homicídios, sobretudo em favelas.
 
Em Betim, a administração municipal considera que a queda tem relação com o esforço realizado pela maior integração entre as polícias Militar, Civil e a Guarda Municipal. A gestão ressalta, também, a implantação de 15 bases móveis comunitárias da Polícia Militar. 

Número de assassinatos cai em outras capitais do país 


Em números absolutos, São Paulo registrou um desempenho ainda mais positivo. Durante o mesmo intervalo, de 2014 a 2019, os homicídios na capital paulista despencaram de 1.574 para 358.
 
Em São Luís, o número de assassinatos caiu de 954 para 331, uma queda expressiva de 65% na capital maranhense. De acordo com o estudo, a redução do número de mortes violentas também repercutiu na queda de outros crimes, como assaltos e tráfico de drogas.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade