Publicidade

Estado de Minas ESTUPRO DE VULNERÁVEL

Idoso é preso suspeito de estuprar jovem com necessidades especiais

Ocorrência tipificada como estupro de vulnerável foi registrada pela PM


19/07/2021 22:40 - atualizado 21/07/2021 22:34

Conforme o registro da ocorrência, o crime teria sido consumado no Bairro Vila Cruzeiro, em Lima Duarte(foto: Divulgação)
Conforme o registro da ocorrência, o crime teria sido consumado no Bairro Vila Cruzeiro, em Lima Duarte (foto: Divulgação)
Um idoso de 85 anos, suspeito de abusar sexualmente de um jovem, de 20, que tem necessidades especiais, foi preso na cidade de Lima Duarte, em Minas Gerais. A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar (PM), por volta das 16h10, nesse domingo (18/7).
 
Conforme o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds) da PM, o crime teria sido consumado no Bairro Vila Cruzeiro, localizado no município da Zona da Mata. A PM qualificou o caso como estupro de vulnerável.
 
As diligências tiveram início com uma denúncia anônima relatando que o suspeito estaria abusando do rapaz dentro de uma construção. Chegando no endereço informado via 190, os militares encontraram o jovem sozinho no local.
 
Ainda conforme o Reds, na abordagem inicial da guarnição ele aparentava, de fato, ter algum tipo de deficiência mental.
 
Ao ser questionado sobre os fatos, a vítima, ainda confusa, confirmou à PM que teve relações sexuais com um senhor de camisa listrada. Na companhia dos militares dentro da viatura, eles iniciaram uma busca no entorno, e o jovem reconheceu o autor a poucos metros do local do crime, na praça do bairro.
 
Ao ser abordado pela PM, o idoso confirmou que teve relações sexuais com o jovem, mas alegou que o ato foi consensual. Ainda conforme o registro da ocorrência, o acusado disse não ter percebido que o rapaz era portador de deficiência. Nesse momento, ele recebeu voz de prisão, e os depoimentos prosseguiram no quartel da cidade.
 
Ainda conforme o Reds, o idoso alegou que sua atitude “havia sido um descuido e que havia caído em tentação”.
 
A vítima confirmou que consentiu o ato e fez sexo oral, atuando como passivo e ativo. O autor teria, também, penetrado a vítima. Já o idoso deu outra versão, alegando que apenas o jovem havia feito sexo oral nele.
 
Durante as diligências, a PM também registrou na ocorrência que a avó e responsável legal da vítima apresentou laudos médicos confirmando que o neto possui deficiência mental.
 
A ocorrência foi encaminhada à delegacia de plantão da Polícia Civil, em Juiz de Fora. Conforme resposta enviada nesta terça-feira (20/7) pela assessoria do departamento ao Estado de Minas, um procedimento investigativo foi instaurado na referida unidade policial. 

O suspeito foi liberado, mas a apuração do caso também prossegue na delegacia de Lima Duarte. As diligências estão sob comando do delegado José Márcio de Almeida Lopes, que solicitou uma perícia médica.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade