Publicidade

Estado de Minas LEILÃO

Minas faz leilão de itens confiscados em operações contra o tráfico

Serão leiloados 23 veículos e, para participar, é necessário ter cadastro no site do leiloeiro público oficial


16/06/2021 20:18 - atualizado 16/06/2021 20:18

O leilão será realizado nesta quinta (17/6)(foto: Sejusp/divulgação)
O leilão será realizado nesta quinta (17/6) (foto: Sejusp/divulgação)
O 4° leilão de 2021 da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) será realizado nesta quinta-feira (17/6). Os itens a serem leiloados são 23 veículos, entre carros e motos, apreendidos nas operações de combate ao tráfico de drogas e outros crimes relacionados.

 

Os lances podem ser feitos pelo site. Esta quarta-feira (16/6) foi o último dia para os participantes analisarem os itens pessoalmente. Para participar, o cidadão deve ter feito o cadastro 48h antes do leilão, pelo site do leiloeiro público oficial. As informações do sorteio podem ser conferidas no site.

 

Itens

 

Os itens recuperáveis poderão voltar à circulação, têm direito à documentação e os arrematantes não serão cobrados por multas, encargos e tributos anteriores à aquisição. Já os itens alienados, sucatas irrecuperáveis e outros, só poderão ser obtidos por empresas de desmonte ou reciclagem, que estão devidamente credenciadas em órgãos de trânsito.

 

Essa iniciativa é parte do projeto Esforço Concentrado para a Redução dos Bens aguardando Destinação, do Ministério da Justiça e Segurança Pública e do Governo do Estado de Minas Gerais.

 

Prevenção

 

De acordo com a subsecretária de Prevenção à Criminalidade de Minas Gerais e responsável pelo gerenciamento dos leilões, Andreza Gomes, a realização dos eventos é uma forma de transformar bens apreendidos em recursos para o Estado. O valor arrecadado é repassado para a União e depois retorna ao Governo de Minas.

 

No estado, os recursos que são arrecadados retornam em ações contra o tráfico de drogas, com campanhas, estudos, capacitações relacionadas à temática das drogas, na gestão do Fundo Nacional Antidrogas (Funad) e em despesas da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas.

 

*Estagiária sob supervisão do subeditor Eduardo Oliveira 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade