Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Governador inaugura leitos de UTI e semi-UTI em cidades do Sul de Minas

Romeu Zema esteve em Poço Fundo e Itajubá para abertura de leitos destinados à COVID. A região enfrenta aumento de casos e sobrecarga no sistema de saúde.


02/06/2021 19:38 - atualizado 02/06/2021 19:57

Governador inaugura leitos de UTI e semi-UTI em Poço Fundo e Itajubá(foto: Reprodução Fábio Marchetto/Agência Minas )
Governador inaugura leitos de UTI e semi-UTI em Poço Fundo e Itajubá (foto: Reprodução Fábio Marchetto/Agência Minas )
O governador Romeu Zema (Novo) participou, nesta quarta-feira (2/6), da inauguração de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e semi-UTI em Poço Fundo e Itajubá, no Sul de Minas. Ao todo, foram abertos 48 leitos de tratamento intensivo e suporte de ventilação (semi-UTI) para o tratamento da COVID-19 nos municípios.

A macrorregião tem registrado aumento na incidência de casos e sobrecarga no sistema de saúde, conforme o governo de Minas. 


“A pandemia continua sendo uma grande preocupação. Sabemos que os números, sobretudo da região Sul, são os que mais incomodam. O estado, desde o início da pandemia, fortaleceu o sistema de saúde com aumento dos leitos de enfermaria, UTI, equipamentos e profissionais. Continuaremos a ampliar nosso sistema de saúde, mas é preciso que a população faça sua parte”, afirmou Romeu Zema.

De acordo com o governo de Minas, a macrorregião Sul tinha 271 leitos de UTI em fevereiro de 2020. Já em maio deste ano, somava 676 leitos de UTI, que corresponde a uma expansão de 405 leitos (149,4%) desde o início da pandemia. Também foram criados, em toda a macrorregião, 1.156 leitos de enfermaria.

Abertura de leitos em Poço Fundo

O governador Romeu Zema esteve em Poço Fundo para a inauguração de dez  leitos de UTI, exclusivos para o tratamento de pacientes com a COVID-19, no Hospital Gimirim. Até então, a cidade, que faz parte da regional de Saúde de Alfenas, não contava com nenhum leito de UTI.

O Governo de Minas irá repassar respiradores e outros equipamentos para o hospital da cidade, além de custear as diárias dos leitos, no valor de R$ 1.600 cada, até a habilitação pelo Ministério da Saúde, informou a assessoria do governador. A abertura dos leitos em Poço Fundo contou com o auxílio do Consórcio Intermunicipal de Saúde da região, que conta com a participação de 37 municípios.
 
Romeu Zema esteve em Poço Fundo para a inauguração de 10 leitos de UTI(foto: Reprodução Fábio Marchetto / Agência Minas )
Romeu Zema esteve em Poço Fundo para a inauguração de 10 leitos de UTI (foto: Reprodução Fábio Marchetto / Agência Minas )
 

O prefeito do Poço Fundo, Rosiel de Lima, comemorou a chegada dos leitos. “Neste momento mais crítico que estamos enfrentando na região do Sul, temos a possibilidade de contribuir com a nossa região, de salvar vidas, e dar uma esperança para as famílias e pacientes que não encontravam leitos. É um desafio que enfrentamos no nosso dia-a-dia”, afirmou o prefeito.

Abertura de leitos em Itajubá

Romeu Zema também anunciou a abertura de 38 novos leitos para tratamento de pacientes com COVID em Itajubá, sendo 18 leitos de UTI e 20 leitos de suporte de ventilação. No Hospital das Clínicas serão abertos dez leitos de UTI e 20 de semi-UTI. Os outros oito leitos de tratamento intensivo serão abertos na Santa Casa, e poderão funcionar a partir de 14 de junho. 

Os leitos serão custeados pelo Governo de Minas até que o Ministério da Saúde os habilite. Já os equipamentos foram financiados pelos hospitais, junto ao Ministério da Saúde, prefeitura e empresários locais. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), o Estado paga diária pela UTI. Já na semi-UTI paga caso haja ocupação. 

O governador também inaugurou uma unidade do Farmácia de Minas. Agora, os pacientes que antes dependiam da estrutura de Pouso Alegre, a 70 quilômetros de distância, passam a ter assistência farmacêutica na cidade. Com a implantação do Farmácia de Minas, Itajubá passa a receber os carregamentos diretamente de Belo Horizonte, o que possibilita maior agilidade no atendimento.
 
Governador também inaugurou uma unidade do Farmácia de Minas em Itajubá(foto: Reprodução Marcelo Barbosa / Agência Minas )
Governador também inaugurou uma unidade do Farmácia de Minas em Itajubá (foto: Reprodução Marcelo Barbosa / Agência Minas )

“Diante de um cenário de pandemia, inaugurar uma farmácia é muito importante. A população que precisa todos os dias de um medicamento conta agora com local digno para realizar o tratamento, sem a necessidade de percorrer 70 quilômetros”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti. Aproximadamente 1.200 pacientes já estão sendo beneficiados com medicamentos para atenção primária, como diabetes, hipertensão, entre outras.

Novo colapso no sistema de saúde 

Nos últimos dias, alguns municípios do Sul de Minas vivem um novo colapso na ocupação dos leitos destinados ao tratamento de pessoas com COVID-19. Alguns pacientes, principalmente da região de Passos, já estão sendo transferidos para hospitais de outras regiões de Minas. 

O secretário de Estado de Saúde, Fábio Bacheretti, que acompanhou o governador na visita, reforçou que o momento, principalmente na região Sul de Minas, é de grande estresse para o sistema de saúde. Somente nesta quarta-feira, foram confirmados mais de 15 mil novos casos da doença no estado.
 
Bacheretti lembrou a importância da união de esforços do Poder Público e da população também fazer a sua parte.

“O número de casos da doença está crescendo e a região Sul é uma das que mais nos preocupa. Conseguir abrir estes leitos, com o esforço do consórcio e com o Estado fazendo o custeio, o financiamento, ajudando com os respiradores para os leitos de UTI e de suporte ventilatório, é muito importante”, disse o secretário.
(Gabriella Starneck e Magson Gomes / Especial para o EM) 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade