Publicidade

Estado de Minas MANIFESTAÇÃO

Moradores do Jardim América fecham avenida em protesto contra atropelamento

Mulher de 33 anos morreu atropelada em cima do passeio quando estava com a filha de um ano


27/04/2021 19:27 - atualizado 27/04/2021 20:07

Em 2016, manifestantes fecharam a avenida para protestar contra a falta de segurança no trânsito(foto: PMMG)
Em 2016, manifestantes fecharam a avenida para protestar contra a falta de segurança no trânsito (foto: PMMG)

Uma manifestação popular interrompeu, nesta terça-feira (27/4), o trânsito na Avenida Barão Homem de Melo, na região Oeste de Belo Horizonte. Os moradores da região protestaram contra a morte de Letícia Teixeira da Silva, de 33 anos, atropelada na noite do último dia 18 de abril, em cima do passeio, quando estava com a filha, de apenas um ano. A menina ainda está internada, no Hospital do Pronto Socorro. Elas estavam na calçada, quando um Volkswagen Gol subiu o meio-fio e as atropelou.

O motorista do veículo alegou que tinha sido atingido por outro carro, um Chevrolet Spin, que estaria em alta velocidade. depois da batida, o motorista teria perdido o controle da direção do seu veículo. Outras duas mulheres, que foram atingidas, foram socorridas pelo Samu, sendo uma mulher de 34 anos, e outra de 32, que sofreram ferimentos leves.

 

Desde o acidente, a população se mostra revoltada. No dia, queriam linchar os motoristas, que foram retirados do local por policiais militares. O motorista do Gol realizou exame de bafômetro, que deu negativo, enquanto que o motorista da Spin se recusou.

 

No protesto desta terça-feira, os moradores fizeram barricadas e atearam fogo nestas. Eles reivindicam a colocação de semáforos, para reduzir o risco de acidentes, que alegam ser alto.

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade