Publicidade

Estado de Minas GREVE

Reabertura: greve de motoristas de ônibus em BH pega moradores de surpresa

No primeiro dia da volta do comércio na capital, funcionários de empresas de ônibus paralisam atividades, protestando contra atrasos nos salários e benefícios


22/04/2021 08:46 - atualizado 22/04/2021 13:36

(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
No primeiro dia da reabertura das atividades comerciais em Belo Horizonte, boa parte dos moradores da capital foi apanhada de surpresa por uma greve dos motoristas. Uma das empresas de ônibus coletivos que operam na cidade, a TransOeste, está paralisada nesta quinta-feira (22/04). Funcionários da companhia, que abastece principalmente na Região do Barreiro, estão em greve como forma de protesto por causa de atrasos salariais e no pagamento de benefícios.


O impacto é notório, por exemplo, nas estações Barreiro e Diamante, ambas no Barreiro. Mais de 50% dos ônibus dessas estações são operados pela TransOeste.

Segundo um funcionário da empresa que trabalha na Estação Diamante, o início da manhã foi complicado para os usuários, alguns pegos de surpresa pela greve. Ao longo do dia, contudo, a estação se esvaziou em comparação a outros dias. Mesmo assim, foi possível ver grandes filas para embarque.

Várias pessoas precisaram recorrer a ônibus metropolitanos e até transporte particular, como veículos por aplicativo. Os pontos de ônibus próximos dessas estações também ficaram cheios por conta do movimento grevista.
 

Na garagem, negociação pelo pagamento


Após rodar pelo Barreiro, a reportagem se dirigiu à garagem da TransOeste, no Bairro Independência. No local, cerca de 60 motoristas estavam de braços cruzados e negociavam a volta ao trabalho com representantes da empresa.

Motorista da companhia há 15 anos, Daniel Silva diz que os problemas financeiros começaram a partir da pandemia de COVID-19. "A empresa sempre pagou certinho, sabe, mas dizem que a pandemia começou a dificultar essa questão da verba. Aí complica, e não foi a primeira vez que isso aconteceu nos últimos meses".

A negociação foi satisfatória, e a greve se encerrou ainda na manhã desta quinta.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade