Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Frutal passará a contar com 10 leitos de UTI em cerca de 40 dias

Cidade ainda não conta com Unidades de Terapia Intensiva e, desta forma, o Hospital Frei Gabriel poderá a atender pacientes graves de COVID-19 da microrregião


08/04/2021 17:05 - atualizado 08/04/2021 22:09

O Hospital Frei Gabriel atende pacientes de Frutal e toda a sua microrregião(foto: Facebook Hospital Frei Gabriel/Divulgação)
O Hospital Frei Gabriel atende pacientes de Frutal e toda a sua microrregião (foto: Facebook Hospital Frei Gabriel/Divulgação)

O município de Frutal, no Triângulo Mineiro, aguarda a habilitação inédita de leitos de UTI. Daqui aproximadamente 40 dias, o Hospital Municipal Frei Gabriel contará, efetivamente, com 10 leitos Tipo II e cinco leitos de suporte ventilatório, inicialmente, destinados para pacientes graves da COVID-19.
No dia 15 de março, a Câmara Municipal de Frutal informou que abriu mão de uma verba de R$ 518 mil, proveniente do seu duodécimo, repassando o montante para a prefeitura da cidade habilitar 10 leitos de UTI no Hospital Frei Gabriel que serão voltados para pacientes com a COVID-19. 
 
Atualmente, pacientes graves de Frutal são transferidos para hospitais de cidades de sua região como, por exemplo, Uberaba, São José do Rio Preto e Barretos, as duas últimas no interior paulista.  

De acordo com a secretária Municipal de Saúde, Lamonise Ribeiro, neste momento, a UTI de Frutal passa por adequações estruturais de modo a cumprir com as normas de Vigilância Sanitária, sendo que os equipamentos da ala já foram adquiridos e a estimativa para abertura e funcionamento dos leitos é de, aproximadamente, 40 dias.

“Tão logo as adequações sejam concluídas, a Unidade passará por inspeção sanitária a ser realizada pela equipe de fiscais da Superintendência Regional de Saúde de Uberaba, acompanhada dos fiscais sanitários do município de Frutal.

Emitido o alvará e iniciadas as atividades, a Secretaria Municipal de Saúde de Frutal estará então, apta a pleitear a habilitação dos leitos junto ao Ministério da Saúde.

Inicialmente, a destinação desses leitos de UTI será 100% para atendimento a pacientes com a COVID-19”, informou Lamonise Ribeiro.

O prefeito Bruno Augusto complementa que um engenheiro clínico especialista na construção e reformas de hospitais foi contratado e tem acompanhado a obra desde o mês passado. 

“Em janeiro desse ano, a UTI foi inspecionada por profissionais da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Uberaba, que constataram mais de 12 irregularidades no imóvel, que até então impediam a UTI de receber o credenciamento do Ministério da Saúde”, lembrou o prefeito de Frutal, que também afirma que nos próximos dias pretende se encontrar com os prefeitos e prefeitas de cidades da região que têm pacientes atendidos pelo Hospital Frei Gabriel. 

“Nossa intenção é criar um consórcio regional para que esses municípios contribuam com a manutenção tanto da UTI como do hospital. Precisamos de apoio com recursos, pois iremos gastar, em média, R$ 1 milhão por mês, somente com a UTI”, ressaltou. 
 
Neste momento, segundo o último boletim epidemiológico de Frutal, dos 26 leitos de enfermaria/COVID disponíveis no Hospital Frei Gabriel, 18 estão ocupados. Outros cinco moradores da cidade estão internados em UTIs de hospitais da sua macrorregião. 
 
Desde o início da pandemia foram contabilizados em Frutal 4.634 casos positivos da doença e destes, 139 pessoas morreram e 4.338 se recuperaram. 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade