Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

MG: novo lote de vacinas vai atingir faixa de 65 anos e forças de segurança

Estado recebeu na noite dessa quinta-feira (1º/04) mais de um milhão de doses da Coronavac e AstraZeneca


02/04/2021 14:29 - atualizado 02/04/2021 14:47

(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Minas Gerais recebeu na noite dessa quinta-feira (1°/04) uma nova remessa de vacinas contra a COVID-19. Foram mais de um milhão de doses dos imunizantes, que vão colocar o estado em um novo patamar de combate à doença. Elas vão ser destinadas para ampliar a vacinação dos idosos, entre 65 e 69 anos, além de dar início à imunização dos profissionais das Forças de Segurança.

Segundo a orientação do Plano Nacional de Imunização (PNI), as doses da CoronaVac (943.400) serão utilizadas para iniciar a imunização de 6% dos profissionais das Forças de Segurança, conforme determinado pelo Ministério da Saúde. Elas também serão utilizadas para aplicar a primeira dose em 1,26% da população entre 65 e 69 anos. E ainda serão destinadas para a segunda dose em 7% dos trabalhadores da Saúde, 87% da população entre 75 e 79 anos, e 80,4% da população entre 70 e 74 anos. Já os imunizantes da AstraZeneca (73.250) serão aplicados como segunda dose para 10,2% aos trabalhadores da Saúde.


Os profissionais das Forças de Segurança foram incluídos como prioridade para receber o imunizante no PNI, a pedido do governador Romeu Zema (Novo). O chefe do executivo estadual teve uma reunião com o Comitê Gestor Nacional de Enfrentamento da Pandemia de covid-19, na última sexta-feira (26/03) e também solicitou a inclusão dos professores.

A princípio, ficou estabelecido a antecipação do envio de um quantitativo de doses de vacinas direcionadas exclusivamente para os profissionais das Forças de Segurança, Salvamento e Forças Armadas. Estão incluídos os trabalhadores envolvidos no atendimento e transporte de pacientes, resgates e atendimento pré-hospitalar, ações de vacinação contra COVID-19 e vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público independentemente da categoria. 

Distribuição

O lote de vacinas para a população mineira veio de caminhão, de São Paulo, diretamente para a Central Estadual da Rede de Frio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). As doses serão encaminhadas às 28 Unidades Regionais de Saúde (URSs) do Estado, e, posteriormente, chegarão aos municípios, que são os responsáveis pela aplicação das vacinas.

Vacinômetro

Minas Gerais já atingiu a marca de 1,6 milhão de vacinados, ou seja, 7,51% dos mineiros. 

Só na capital, foram foram 288.427 vacinas aplicadas da primeira dose e mais 100.919 na segunda.
 

Recorde de mortes

O mês de abril começa registrando recordes negativos para Minas Gerais, com 486 mortes de quinta-feira (1º/04) para sexta-feira (02/04), o maior número desde o início da pandemia de COVID-19. 
 

O dia 27 de março era até então o que tinha concentrado mais mortes desde o início da pandemia, com 479 vítimas, A segunda maior alta ocorreu na quarta-feira (31/03), quando foram contabilizados 417 pessoas que perderam suas vidas para a COVID-19.

Com essa marca, abril desponta como um mês que pode ser ainda pior que março, pois a média de vítimas dos dois primeiros dias do mês já chega a 441% maior que a média do mês anterior, de 198, até então a pior da epidemia.


O governador Romeu Zema, alertou para que os mineiros sigam cumprindo com as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde para controlar a disseminação do vírus. 


Minas Gerais já está sob a vigência da onda roxa, do programa Minas Consciente há pelo menos 15 dias.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade