Publicidade

Estado de Minas INDICADOR

Após onda roxa, Uberaba registra queda na taxa de transmissão da COVID-19

Entretanto, nas últimas 24 horas, foram contabilizados altos números de novos casos e mortes na cidade


23/03/2021 11:17 - atualizado 23/03/2021 12:37

Recentes dados apontam que a cada 100 pessoas infectadas pela COVID-19 na cidade, outras 91 são contaminadas(foto: Prefeitura de Uberaba)
Recentes dados apontam que a cada 100 pessoas infectadas pela COVID-19 na cidade, outras 91 são contaminadas (foto: Prefeitura de Uberaba)
Observatório COVID-19 Uberaba informou que, depois das medidas restritivas da onda roxa, houve queda na taxa de transmissão da doença (Rt) de 1,17 para 0,91. Por outro lado, segundo o último boletim epidemiológico do município, foram registrados 153 casos positivos e cinco óbitos, números considerados altos para a cidade.

Segundo Michelli Maldonado, doutora em matemática, professora da UFTM e coordenadora do projeto do Observatório COVID-19, os recentes dados apontam que a cada 100 pessoas infectadas na cidade, outras 91 são contaminadas.

“Esse número indicava na semana passada que, a cada 100 pessoas contaminadas, outras 117 eram infectadas pela doença. Esse índice demonstra que a taxa de propagação teve uma pequena queda”, contou.

Ainda de acordo com a matemática, conhecer a taxa de propagação de um vírus, em meio a uma população ao longo do tempo, é essencial para lidar com a pandemia.

“Isso é possível por meio de um indicador, conhecido como número efetivo de reprodução Rt. Quando o Rt é maior que 1, você começa a ter um aumento acelerado dos casos. E o contrário também é válido, para um Rt menor que 1 (como é o caso atual), pode-se iniciar uma queda de novos casos diários”, explicou.

Conforme Maldonado, este é um dado inicial, que depende, inclusive, de outros indicadores, mas que pode assinalar o início de uma leve queda na transmissão. “Mas precisamos manter as medidas e também continuar respeitando as regras básicas, ou seja, uso de máscara, distanciamento social, uso de álcool em gel e não aglomerar”, finalizou.

Desde o início da pandemia, foram contabilizados, em Uberaba, 17.819 casos, sendo que destes, 449 pessoas morreram e 15.587 se recuperaram.

Atualmente, a taxa de ocupação de leitos particulares UTI/COVID, que já chegou ao limite algumas vezes desde o início de fevereiro, é a mais preocupante, ou seja, está em 97%. Além disso, a taxa de ocupação dos leitos públicos UTI/COVID em quase 90% também gera preocupação na cidade.

Último boletim epidemiológico de Uberaba, divulgado na noite desta segunda-feira (22/3)(foto: Prefeitura de Uberaba)
Último boletim epidemiológico de Uberaba, divulgado na noite desta segunda-feira (22/3) (foto: Prefeitura de Uberaba)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade