Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: Varginha prorroga mais um mês de isolamento social

Aumento expressivo de casos do novo coronavírus fez prefeitura restringir eventos sociais ou familiares e uso de piscinas compartilhadas até o dia 4 de abril


01/03/2021 12:00 - atualizado 01/03/2021 12:29

Varginha prorroga medidas de isolamento para conter avanço da COVID-19(foto: Ascom/divulgação)
Varginha prorroga medidas de isolamento para conter avanço da COVID-19 (foto: Ascom/divulgação)
O aumento expressivo no número de casos de COVID-19 vem preocupando a Prefeitura de Varginha, no Sul de Minas. A administração municipal prorrogou por mais um mês o isolamento social mais rígido. O novo decreto publicado restringe eventos sociais ou familiares e uso de piscinas compartilhadas até o dia 4 de abril.

 

De acordo com a prefeitura, eventos festivos em geral, que promovam aglomerações, sejam públicos ou privados, além do uso de piscinas compartilhadas seguem proibidos. A administração acredita que o maior problema da propagação da doença está dentro das casas, com surtos intrafamiliares.

 

“O momento é de muita cautela, em função da nossa extrema preocupação com a circulação de uma nova variante do vírus. Procure, ao máximo, não receber visitas ou parentes de outras regiões, e não fazer o mesmo indo visitá-los”, diz Luiz Carlos Coelho, médico infectologista e secretário de Saúde.

 

Varginha soma 6.047 casos confirmados do novo coronavírus, sendo 110 mortes confirmadas em decorrência da doença. O começo do ano foi de grande impacto no boletim municipal. A cidade registrou mais de 100% dos casos de COVID-19 em relação ao ano passado.

 

Esse aumento expressivo vem preocupando a prefeitura. Equipes da Guarda Civil Municipal, dos Setores de Vigilância Sanitária e de Posturas estão fiscalizando bares, restaurantes, conveniências, clubes e outros locais.

 

“Há uma série de combinação de fatores levando a uma persistência dessa fase aguda da pandemia, como o relaxamento das medidas de prevenção e o atraso e demora das remessas da vacina, a possibilidade de reinfecção, variantes do vírus, as 'fake news' e as polarizações”, afirma secretário.

 

As aulas presenciais na rede municipal também foram adiadas para 5 de abril. Já as instituições estaduais, federais e privadas podem retomar no sistema híbrido a partir desta segunda-feira (1º/03).

 

Ainda segundo a prefeitura, mais de 4 mil pessoas foram vacinas contra a COVID-19 com a primeira dose e 2.024 na segunda. “É desse modo que conseguiremos passar por esse período sem colapso no sistema de saúde público e privado”, ressalta.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade