Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: Fama cancela carnaval e interdita as margens da represa de Furnas

Novo decreto tem validade de 30 dias; prefeitura também proíbe festas e aglomerações na cidade


06/02/2021 10:17 - atualizado 06/02/2021 12:19

Prefeitura interditou às margens da represa de Furnas(foto: Ascom/divulgação)
Prefeitura interditou às margens da represa de Furnas (foto: Ascom/divulgação)
A Prefeitura de Fama, no Sul de Minas, decidiu cancelar o carnaval e interditou as margens da represa e lagoas de Furnas. Novo decreto tem validade 30 dias. A prefeitura também proíbe festas e aglomerações no muncípio.

 

Prefeito de Fama pediu a colaborações de bares que promovem aglomerações(foto: Reprodução Internet)
Prefeito de Fama pediu a colaborações de bares que promovem aglomerações (foto: Reprodução Internet)
O prefeito da cidade, Osmair Leal dos Reis, conhecido por Cantareli, fez uma transmissão na página da prefeitura para anunciar as novas medidas para conter o avanço da COVID-19 na cidade. 

 

“Muitas denúncias de aglomerações em bares, então, peço que esses donos de bares colabarem e nos ajudem a controlar a pandemia neste mês de fevereiro. Bares, restaurantes e lanchonetes devem seguir as determinações de segurança do decreto”, pede prefeito.

 

Medida tem validade até o fim do mês de fevereiro(foto: Ascom/divulgação)
Medida tem validade até o fim do mês de fevereiro (foto: Ascom/divulgação)
A prefeitura cancelou o carnaval na cidade e interditou as margens da represa e lagoas de Furnas. O novo decreto, que tem validade de 30 dias, também proibiu a permanência de pessoas nos parques e praças públicas. Além de pescarias, churrascos, encontros e qualquer atividade turística e de lazer.

 

“Não teremos carnaval, decidimos manter o feriado sim, mas sem festas e som. As casas que forem alugadas, podem alugar, mas não poderá ter som. A Polícia Militar vai interferir e não vai aceitar churrasquinho, festinha e som”, afirma.

 

Segundo a prefeitura, o morador de Fama vindo de qualquer cidade que esteja em fase de transmissão comunitária deverá permanecer em isolamento domiciliar. Se não houver sintomas, o período é de 7 dias, caso apresente algum sinal da doença, o isolamento deve ser feito por no mínimo 15 dias.

 

O documento permite o funcionamento de academias, centro de ginástica e demais estabelecimentos de condicionamento físico, mas devem limitar a entrada de três alunos por hora. A distância entre cada um dos clientes deve ser de 1,5 metros e o tempo máximo de permanência é de 1h.

 

Também está permitido o funcionamento da feira livre, dos salões de beleza, barbearias, hotéis, restaurantes, missas e cultos. Desde que esses estabelecimentos sigam as medidas do decreto municipal.

 

Fama segue com 282 casos confirmados do novo coronavírus, sendo que dois moradores ainda aguardam resultados dos exames. A cidade ainda não teve registro de morte em decorrência da doença. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade