Publicidade

Estado de Minas CRIMINALIDADE

Suspeito de duplo homicídio em MG é preso em viagem com amigos para SC

Crime que ocorreu em Uberlândia ia completar quatro anos em fevereiro; suspeito, mesmo com mandado de prisão em aberto, viajava frequentemente sem se preocupar


22/01/2021 10:38 - atualizado 22/01/2021 10:53

Delegacia de Homicídios ainda tenta identificar mais um suspeito(foto: Reprodução/PCMG)
Delegacia de Homicídios ainda tenta identificar mais um suspeito (foto: Reprodução/PCMG)
Um mês antes do crime completar quatro anos, o principal suspeito de um duplo homicídio em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, foi preso em Santa Catarina. Ela viajava a passeio com amigos e familiares para a capital do estado, Florianópolis, e foi descoberto.

De acordo com a Polícia Civil mineira, Alessandro Cruvinel Dornelas Júnior, foi encontrado em uma pousada no bairro dos Ingleses. Com a informação, a Delegacia de Homicídios local pediu auxílio da 8ª Delegacia de Polícia de Florianópolis e prendeu o suspeito, que tinha mandado de prisão em aberto.

Ainda segundo a polícia, mesmo com o mandado expedido, Cruvinel Júnior fez outras viagens sem se preocupar com a prisão e participou de festas. “Ele é audacioso e perigoso e é suspeito de outros homicídios”, disse a delegada Thais Regina Silva.

Nesse momento ele está na penitenciária de Florianópolis, à disposição do sistema judiciário. Ainda não previsão da transferência dele para Uberlândia. O suspeito já foi indiciado pelo crime de duplo homicídio qualificado pela motivação torpe e impossibilidade de resistência das vítimas.

O crime


A ação que é apontada como sendo de autoria de Alessandro Cruvinel aconteceu no dia 22 de fevereiro de 2017. Pelas investigações feitas na época, ele e uma pessoa ainda não identificada, teriam se escondido em meio a um matagal e abordado um carro no Bairro Alto Umuarama. Eles atiraram contra duas pessoas. Valdir Gonçalves Rodrigues Júnior, 24 anos, morreu na hora.

Mesmo ferido, Vinícius Nunes de Morais, de 25 anos, conseguiu dirigir o veículo até um posto de combustíveis e pediu socorro a frentistas. Ele foi socorrido e levado para o Hospital de Clínicas da Univerisidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), mas morreu horas depois.

Ainda de acordo com a Delegacia de Homicídios, o alvo dos atiradores era Valdir e Vinícius foi assassinado porque estava no local e na hora errados. A motivação era uma disputa por tráfico de drogas, que gerou vários assassinatos na cidade à época entre membros de grupos de diferentes, como acerto de contas e vingança.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade