Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: ao menos 38 famílias mineiras passaram Natal enterrando parentes

Segundo painel da COVID-19 de MG, óbitos ocorreram em 23, 24 e 25/12; números são parciais e podem crescer, pois a atualização dos dados é mais lenta no recesso


28/12/2020 10:18 - atualizado 28/12/2020 17:06

Trinta e oito famílias mineiras sepultaram entes queridos neste Natal, em decorrência da COVID-10(foto: Pixabay)
Trinta e oito famílias mineiras sepultaram entes queridos neste Natal, em decorrência da COVID-10 (foto: Pixabay)
A ceia de Natal foi convertida em velório para ao menos 38 famílias em Minas Gerais. Essa é a triste história contada pelos números do painel da COVID-19, que monitora a pandemia no estado. Até as 11h desta segunda-feira (28/12), o sistema registrava quatro mortes pela doença no dia 25 de dezembro, 15 no dia 24 e 19 no dia 23, véspera das comemorações natalinas. 

A soma deve crescer ao longo dos próximos dias. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), nem todos os municípios mantêm equipes trabalhando durante o recesso de fim de ano e, portanto, informam suas perdas com atraso. 

Por esse motivo, aliás, o informe epidemiológico desta segunda (28/12) contabiliza apenas 13 óbitos nas últimas 24 horas - total que corresponde às mortes notificadas até as 9 horas desta manhã, horário de fechamento do boletim.

Entre as 38 pessoas que morreram entre 23 e 25 de dezembro, oito são de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, com idades entre 66 e 86 anos. Cinco pacientes são de Ponte Nova, na Zona da Mata - que tinham entre 62 e 79. A capital mineira compareceu com quatro mortos, na faixa etária dos 55 a 69 anos. A lista fúnebre segue com os municípios de Divinópolis (3), Passos (3), Uberlândia (3), Barbacena (2), Coronel Fabriciano (2), Juiz de Fora (2), Itabira (1), Ituiutaba (1), Januaria (1), Pirapora (1), Diamantina (1) e Pouso Alegre (1)

Mortes registradas no Natal podem aumentar ao longo dos próximos dias, já que atualização durante o recesso é mais lenta, informa SES/MG(foto: Painel da COVID-19/Reprodução)
Mortes registradas no Natal podem aumentar ao longo dos próximos dias, já que atualização durante o recesso é mais lenta, informa SES/MG (foto: Painel da COVID-19/Reprodução)


Boletim

O relatório da SES-MG divulgado esta manhã aponta 11.605 mortos pela doença em todo o estado desde o início da pandemia, além de 524.658 infectados. O vírus tirou vidas em 700, das 853 cidades mineiras (82%). Os recuperados somam 473.047. Outros 40.006 permanecem em acompanhamento. A pandemia já avançou por todos os municípios de Minas.

As cinco cidades com mais óbitos pelo novo coronavírus são:
  1. Belo Horizonte: 1.837
  2. Uberlândia: 734
  3. Contagem: 508
  4. Governador Valadares: 399
  5. Juiz de Fora: 462

Por sua vez, os cinco municípios com mais casos confirmados são:  
  1. Belo Horizonte: 59.763 
  2. Uberlândia: 41.292
  3. Montes Claros: 14.007
  4. Contagem: 12.708
  5. Ipatinga: 14.117


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade