Publicidade

Estado de Minas ABASTECIMENTO

Rompimento na adutora de Morro Redondo deixa parte de BH sem água

Incidente aconteceu no final da tarde de sexta-feira, e foi em consequência das últimas chuvas, segundo a Copasa


12/12/2020 09:11 - atualizado 12/12/2020 15:52

Ponto de rompimento fica no meio de uma mata, o que dificulta o trabalho dos técnicos da Copasa(foto: Copasa/Divulgação)
Ponto de rompimento fica no meio de uma mata, o que dificulta o trabalho dos técnicos da Copasa (foto: Copasa/Divulgação)
Trinta bairros de Belo Horizonte e nove de Nova Lima estão sem água desde o final da tarde dessa sexta-feira (11/12), devido a um rompimento da rede adutora de água bruta da captação Fechos, responsável por 70% da produção de água da Estação de Tratamento de Água (ETA) Morro Redondo. O motivo foi o rompimento da tubulação que capta a água e conduz até o reservatório. A previsão é de que o abastecimento seja normalizado ainda neste sábado (12/12).

Segundo informações da assessoria da Copasa, o rompimento aconteceu em função das últimas chuvas. A adutora é de grande porte, por atender uma grande região da capital mineira.

Desde que aconteceu o rompimento, técnicos da empresa estão no local. O grande problema é a dificuldade do acesso, uma vez que o ponto de rompimento fica no meio de uma mata.

Para tentar contornar o problema, a Copasa está fazendo o enchimento dos principais reservatórios de água tratada por meio de caminhões-pipa. Quinze caminhões-pipa trabalharam ininterruptamente durante toda a madrugada. Os veículos captam água em outros reservatórios e a transferem para Morro Redondo.

A assessoria da empresa explica ainda que o sistema de abastecimento de água é muito diferente do de energia. Por exemplo, quando cai a luz, a Cemig faz a religação e a energia volta de imediato, mas o de água é diferente, não existe imediatismo.

O reabastecimento depende do reequilíbrio do sistema. É preciso, antes de soltar a água numa tubulação, retirar todo o ar, que impede a circulação da água. Por isso, o retorno à normalidade é demorado.

Recomendações

A Copasa distribuiu nota com recomendações para que a população não sinta tanto este momento. Pede o engajamento no uso consciente e responsável da água.

Recomenda-se não lavar o passeio com mangueira, em vez disso, usar a vassoura; molhar plantas com regador e não com a mangueira; deixar a torneira fechada enquanto escova os dentes ou faz a barba; na cozinha, também fechar a torneira enquanto ensaboa a louça e, antes de lavá-la, retirar ao máximo os restos de alimentos; reutilizar a água da máquina de lavar.


Bairros afetados

Em Belo Horizonte os bairros são: Acaba Mundo, Anchieta, Barroca, Belvedere, Carmo, Centro, Cidade Jardim, Coracao de Jesus, Cruzeiro, Das Mansões, Estoril, Grajau, Gutierrez, Lourdes, Luxemburgo, Mangabeiras, Marcola, Morro do Papagaio, Nossa Senhora da Conceicão, Nova Granada, Novo São Lucas, Olhos D’Água, Providencia, Santa Efigênia, Santa Lucia, Santana do Cafezal, Santo Antônio, São Bento, São Lucas, São Pedro, Serra, Sion, Vila Fazendinha, Vila Nossa Senhora de Fatima e Vila Paris. 

Em Nova Lima:  Jardim da Torre, Jardim das Mangabeiras, Jardinaves, Piemonte, Vale do Sereno, Vale dos Cristais, Vila da Serra, Vila Del Rey e Village Terrasse.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade