Publicidade

Estado de Minas ATENDIMENTO HUMANIZADO

Campanha arrecada recursos para novo Instituto de Oncologia da Santa Casa

A unidade deve ser inaugurada em março de 2021 e vai triplicar a capacidade de atendimento do hospital


30/11/2020 17:00 - atualizado 30/11/2020 17:20

O novo Instituto de Oncologia vai funcionar no prédio ao lado do principal, onde funcionava a antiga Clínica de Olhos da Santa Casa (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
O novo Instituto de Oncologia vai funcionar no prédio ao lado do principal, onde funcionava a antiga Clínica de Olhos da Santa Casa (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
A Santa Casa BH – maior hospital com atendimento integral do SUS de Minas Gerais –  deve inaugurar o novo Instituto de Oncologia, em março de 2021. Com isso, a unidade triplica a sua capacidade de atendimento e pode acolher mais e melhor os pacientes. Atualmente, o hospital atende a aproximadamente 1.800 pacientes oncológicos e faz 3.700 altas por mês. 

“A Santa Casa já é um dos maiores prestadores de atendimento em oncologia de Minas Gerais. E agora o que nós queremos é dar um tratamento diferenciado para o grande número de doentes oncológicos que atendemos. Todos esses doentes estão abrigados dentro do Hospital geral e o instituto vai funcionar dentro da Santa Casa, pois entendemos que o paciente oncológico necessita de múltiplas especialidades”, explica Guilherme Gonçalves Riccio, diretor de Assistência à Saúde da Santa Casa BH.
 
Segundo Riccio, o instituto quer dar ao paciente oncológico um tratamento próximo, organizado, complementado com um ambulatório com todas as especialidades, tendo o suporte do Hospital Santa Casa. 

“Nós precisamos assumir os problemas desses doentes. O que acontece no Brasil é que eles demoram a ter uma solução, pois precisam ir em vários lugares diferentes. Na Santa Casa não, todos os procedimentos relacionados ao tratamento desses pacientes serão realizados dentro da nossa unidade. Nós temos radio e quimioterapia, todas as especialidades, clínicas de todas as sub especialidades de oncologia”, ressalta. 

O diretor afirma que o instituto pretende oferecer um tratamento mais próximo aos pacientes, acompanhando-os em suas necessidades diárias. “Alguns doentes estão em situações precárias, de vulnerabilidade. É comum alguns faltarem às sessões de quimioterapia por não terem dinheiro para o transporte.” 

O instituto vai oferecer um serviço de assistência social e psicologia para amparar os doentes, neste momento de necessidade. “Com isso, esperamos ter melhores resultados. Vamos conseguir acompanhar melhor, o tratamento ambulatorial vai ser feito em um ambulatório próprio que vai funcionar ininterruptamente, inclusive para emergências. É um grande avanço o Instituto de Oncologia”, completa.

A nova unidade vai funcionar em um prédio ao lado do principal, no local em que funcionava a antiga Clínica de Olhos. “É um prédio de quatro andares, com entrada própria, recepção e atendimento ambulatorial”. 

Doações

Para conseguir alcançar a melhoria no atendimento, a instituição lançou uma campanha de arrecadação de recursos para a nova unidade. Saiba como doar acessando http://www.santacasabh.org.br/doacoes

Pela Central de Doações, é possível solicitar o débito da doação em conta mensal da Cemig e Copasa, a partir de R$ 5. O interessado pode, ainda, autorizar a doação via cartão de crédito e boleto, a partir de R$ 10. Para isso, basta ligar para a Central de Doações no (31) 3274-7377 ou enviar por WhatsApp “Quero Doar” para (31) 99579-6139. 

As doações em dinheiro podem ser feitas via depósito bancário na conta do Banco Cooperativo do Brasil S.A (Número: 756 | Agência: 4027-4 | Conta: 1.600.001-3 |Em nome da Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte |CNPJ: 17.209.891/0001-93). 

Para outros tipos de doações, tais como equipamentos, repasse de materiais ou patrocínio de projetos, basta entrar em contato com a Provedoria da Santa Casa BH pelo telefone (31) 3238.8873. As doações em dinheiro também podem ser feitas pessoalmente na Provedoria da Santa Casa BH que fica na Rua Álvares Maciel, 611 – Santa Efigênia.

“O ganho social é enorme. Estamos nos especializando e buscando excelência com o objetivo de tratar cada vez mais pacientes com maior qualidade e segurança. Essa ampliação será um marco na assistência ao paciente com câncer em Minas Gerais. Juntos, vamos ajudar mais pessoas a vencer o câncer”, diz Riccio.

Segundo ele, o instituto vai precisar do apoio da sociedade de forma contínua. “São pessoas que possam ajudar no lanche dos doentes, alguns exames que o SUS não cobre. O prédio está quase pronto, mas os custos de manutenção vão precisar ser cobertos sempre. Precisamos oferecer um café da manhã para esses pacientes. É muito comum um doente aguardando para fazer a quimioterapia passar mal ou desmaiar por não se alimentar bem. Muitas vezes eles não têm o que comer. O que nós queremos oferecer é um tratamento humanizado”, finaliza. 

Atendimento humanizado 

A melhoria na infraestrutura do instituto possibilita grandes avanços assistenciais e gerenciais. Tudo passa a ser realizado em um único local, garantindo o atendimento integral ao paciente oncológico. O novo espaço é confortável e acolhedor para tratar, ainda melhor, os pacientes. A estrutura vai contar com 33 consultórios, 80 pontos para tratamento oncológico, dois aceleradores lineares, quatro leitos de urgência, salas de observação e três portarias de acesso, uma para cada tipo de serviço prestado, além de toda a infraestrutura hospitalar da Santa Casa BH.
 
*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade