Publicidade

Estado de Minas TEMPO

Frente fria manda embora onda de calor e traz pancadas de chuva para Minas

Sistema começou a atuar neste fim de semana prolongado do feriado e vai permanecer sobre o estado ao longo da semana. Veja o que muda


10/10/2020 09:21 - atualizado 10/10/2020 10:14

Manhã de sábado tem céu nublado na Grande BH(foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
Manhã de sábado tem céu nublado na Grande BH (foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)

Depois de vários dias com céu claro, muito calor, recordes de temperatura e queimadas, uma frente fria tomou conta de Minas Gerais nessa sexta-feira, prometendo trazer chuva para todas as regiões ao longo dos próximos dias.  

Segundo o meteorologista Cléber Souza, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) na capital, o novo sistema chegou ao estado ontem, garantindo a cobertura de nuvens, e já está em atuação. “A nebulosidade cobriu o sol. A onda de calor acabou ontem. A tendência é de declínio”, disse. 

A previsão para hoje em Belo Horizonte é que a temperatura varie entre 19°C e 30°C. Para se ter uma ideia, a máxima ontem foi de 36,9°C. Com o céu encoberto, a tendência é de declínio, mas, se o céu abrir em algum momento, a temperatura pode subir.

Souza também ressalta que a chegada da frente fria melhora a qualidade do ar, deixando a umidade alta em praticamente todo o estado. 

Chuva


Céu nublado na Região Centro-Sul de Belo Horizonte(foto: Benny Cohen/EM/DA Press)
Céu nublado na Região Centro-Sul de Belo Horizonte (foto: Benny Cohen/EM/DA Press)
Com a chegada da frente fria, há possibilidade de chuvas fortes nas regiões da Zona da Mata, Sul de Minas, Rio Doce e na Grande BH. A chuva deve vir em forma de pancadas a qualquer hora do dia, mas a precipitação pode ser mais significativa à noite. Alguns locais até já tiveram transtornos, como Divinópolis e Mantena.

Entre a noite de ontem e madrugada de hoje houve chuva fraca em algumas áreas da capital. Durante a madrugada, foi possível ouvir trovoadas. No entanto, o volume de chuva foi bem pequeno. Conforme o Inmet, na Região da Pampulha choveu 2,4 milímetros, segundo a estação meteorológica. Nas demais regiões do estado, o volume ficou em torno dos 5 milímetros. 

Cléber Souza explica que o calor acumulado e a chegada da frente fria favorecem a formação das nuvens cumulonimbus, que provocam chuvas fortes. Ventanias, como registradas a partir do meio desta semana em BH, também não estão descartadas. “Quando o sistema chega para resfriar, gera nuvens carregadas. Com atuação da frente fria, a onda de calor foi quebrada. Teremos uma semana com nebulosidade e chuvas em todas as regiões de Minas Gerais. O calor foi embora”, conclui o meteorologista.
 

População comemora

 

A secretária Simone Corrêa gostou da chuva porque pôde até usar lençol durante a noite, realidade distante para os belo-horizontinos nesta semana(foto: Gabriel Ronan/EM/D.A Press)
A secretária Simone Corrêa gostou da chuva porque pôde até usar lençol durante a noite, realidade distante para os belo-horizontinos nesta semana (foto: Gabriel Ronan/EM/D.A Press)
 

 

A secretária Simone Corrêa mora no Dom Bosco, Região Noroeste da capital mineira. Ela comemora o refresco trazido pela chuva.

 

"Estava demais. Muito difícil mesmo. Achei que fez até um friozinho à noite. Deu pra colocar até o lençol", afirmou com o sorriso de quem não estava curtindo o calorão. 

 

Ao lado dela, a psicóloga Maria da Consolação também gostou da chuvinha. "Principalmente por causa da umidade (relativa do ar). Estava muito seco e eu tinha dificuldade para respirar de máscara", analisou a idosa de 70 anos.

 

Houve também quem aproveita o calor para ganhar um dinheirinho e recuperar os prejuízos da pandemia da COVID-19.

 

O aposentado Alisson Santos diz que consumiu água muito acima da média para se manter hidratado no calor(foto: Gabriel Ronan/EM/D.A Press)
O aposentado Alisson Santos diz que consumiu água muito acima da média para se manter hidratado no calor (foto: Gabriel Ronan/EM/D.A Press)
 

 

"Saiu muita vitamina nos últimos dias por causa do calor. O povo precisa refrescar de algum jeito. Essa chuva foi boa, mas pra mim continua abafado", disse a vendedora Indiana Santos, que mora no São Bernardo, Norte de BH. 

 

Para Celina Santos, moradora do Bairro Santa Amélia, na Pampulha, a chuva que caiu em BH na madrugada não foi o suficiente.

 

"Olha, para mim não melhorou. Está muito quente ainda. Vim ao supermercado fazendo uma ccaminhada, mas ainda está calor demais", disse. Na sacola, ela carregava cervejas. "Comprei para me refrescar à tarde nesse dia de folga", completou.

 

O aposentado Alisson Santos, que mora no Letícia, em Venda Nova, afirma que o calor deu uma diminuída. "O que eu tomei de água e suco nesses dias foi uma enormidade. Agora, está um pouco melhor, mas tenho que hidratar ainda mais". 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade